• A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • J
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • S
  • T
  • U
  • V
  • ACÇÕES
    Activos financeiros negociáveis e que representam direitos de propriedade sobre sociedades. Estes activos financeiros conferem geralmente aos seus detentores, o direito a uma participação nos lucros das entidades emitentes e a uma parte dos seus fundos próprios em caso de liquidação. Excluem-se as unidades de participação, as obrigações, os empréstimos convertíveis em acções e outras participações que não acções.

    ACTIVO FINANCEIRO
    Todo e qualquer título representativo de parte patrimonial ou dívida. Valor mobiliário que, geralmente, confere ao titular um crédito ou um direito de propriedade sobre a entidade emissora, tais como instrumentos de divida e acções.

    ALAVANCAGEM
    Utilização de produtos financeiros com vista a aumentar o valor do investimento e consequentemente o grau de risco da operação.

    ANÁLISE FUNDAMENTAL
    A Análise Fundamental é um método que pretende antever o valor intrínseco de um investimento. Ele baseia-se na teoria de que a cotação do Mercado de um activo tende a mover-se para o seu "valor real" ou "valor intrínseco".

    ARBITRAGEM
    Realização simultânea de compras e vendas de um mesmo activo em mercados distintos (ou em diferentes segmentos de um mesmo mercado), com vista à obtenção de ganhos isentos de risco, proporcionados por inconsistências momentâneas ou desfasamentos de preços.

    ASK (Vendedor)
    Preço que corresponde ao melhor vendedor. É o preço a que o vendedor está disposto a negociar para transaccionar os activos em carteira. Representa assim o preço o investidor paga para comprar um determinado activo.

    AVG PX (Average Price)
    Preço de abertura de uma posição (compra) com todos os custos associados de acordo com a quantidade.

  • BEAR MARKET
    Designação que se dá ao mercado quando os preços se encontram em baixa, com uma tendência generalizada de queda das cotações, relativamente prolongada, reflectindo o sentimento de pessimismo dos investidores.

    BENCHMARK
    Padrão que serve de referência para medir o desempenho de um instrumento, produto ou aplicação financeira. Frequentemente consiste em índices de cotações de acções ou de obrigações ou em taxas de juros.

    BID (comprador)
    Preço correspondente ao melhor comprador. É o preço que o comprador está disposto a pagar para deter uma determinada acção em carteira. Representa o preço obtido caso se queira vender de imediato um activo.

    BOLSA DE VALORES
    Praça ou mercado onde se transaccionam valores mobiliários, como acções, obrigações, futuros, opções, etc. É o local físico onde os intermediários financeiros (corretores) fazem o encontro das ordens de compra com as ordens de venda.

    BRAKET ORDERS
    Ordens Stop e Limite associadas a um negócio que limita os ganhos e as perdas de um negócio.

    BULL MARKET
    É a designação que se dá ao mercado quando os preços se encontram em alta, com uma tendência de subida generalizada das cotações, relativamente prolongada, reflectindo o sentimento optimista dos investidores.

    BREAK EVEN
    É o momento em que a nossa posição tem um ganho/perda nulo.

  • CFD
    Um contrato diferencial ou, na terminologia anglo-saxónica, um CFD (contract for difference) é um contrato entre duas partes, tipicamente qualificadas como comprador e vendedor, em que se estabelece que o vendedor pagará ao comprador a diferença entre o valor de mercado de um determinado ativo (Ex.: uma acção) na data de fecho da posição assumida nesse contrato e o seu valor de mercado na data de abertura da posição assumida nesse contrato.

    CHANGE
    Variação liquida diária de um activo e Diferencial de variação liquida entre o preço de compra e preço actual (last).

    CHANGE %
    Variação percentual diária de um activo e Diferencial de variação percentual entre o preço de compra e preço actual (last).

    CABLE
    É a designação dada ao par cambial Libra Esterlina/Dólar Norte-americano utilizado já que a cotação deste par era transmitida entre Londres e Nova Iorque através do cabo (Cable em inglês) transatlântico do serviço telégrafo.

    CARTEIRA (PORTFOLIO)
    Uma carteira – portfolio, na terminologia anglo-saxónica - é um conjunto de posições contratuais, activas e passivas, assumidas através da aquisição ou alienação de produtos financeiros.

  • DATA VALOR
    É a Data de liquidação de uma transacção. No caso de depósitos e de transferências, é a data a partir da qual os valores podem ser movimentados pelo beneficiário e se inicia a eventual contagem de juros dos saldos credores ou devedores das contas de depósito.

    DERIVADOS
    Activos financeiros com base num instrumento subjacente sendo o instrumento subjacente outro activo financeiro, mas pode ser também um bem ou um índice. Os derivados financeiros devem ser reflectidos pelo seu valor de mercado ou, no caso de este não existir, pelo seu valor equivalente (fair value).

    DIVIDENDOS
    São a distribuição de lucros de uma empresa que é feita aos seus accionistas em períodos e intervalos regulares, ao longo do ano financeiro da empresa.

  • EXTRACTO DE CONTA
    Relatório de movimentações de dinheiro na conta corrente ou de investimento.

    EXCESS LIQUIDITY
    Valor da conta disponível como almofada financeira e que nos indica se existe valor suficiente em conta para manter as posições actuais.

  • FOREX
    Forex, ou FX, é a abreviatura que descreve o Foreign Exchange Market, um mercado onde as várias moedas do mundo são negociadas. É um mercado interbancário, que criado em 1971, quando a negociação internacional transitou de taxas de câmbio fixas para flutuantes. Como resultado do seu incrível volume e fluidez, o mercado FX tornou-se o principal mercado financeiro do mundo.

    FECHO DE UMA POSIÇÃO
    O fecho de uma posição implica a realização de uma posição contrária à que realizou inicialmente, com um dos seguintes resultados possíveis: perda, ganho ou break-even.

  • JURO
    Representa o preço do dinheiro, correspondendo à remuneração ou ao lucro produzido pelo capital emprestado durante determinado período de tempo. Quem coloca o seu dinheiro no banco, espera receber uma remuneração, pois está a disponibilizar recursos que são seus para serem utilizados por outras pessoas ou empresas. Por seu lado, quem necessita de mais fundos do que aqueles de que dispõe estará disposto a suportar um custo para ter acesso a esses fundos. A essa remuneração e a esse custo chama-se juro, o qual pode ser recebido ou pago de acordo com diversas periodicidades conforme combinado entre as partes (mensalmente, semestralmente, anualmente, etc.).

  • LAST
    Último preço efectuado por um activo.

  • MAINTENANCE MARGIN (MARGEM DE MANUTENÇÃO)
    Valor de margem requerido pelos activos financeiros para manutenção da posição.

    MARGIN CALL (AVISO DE MARGEM)
    Necessidade de adicionar fundos ou liquidar total/parcialmente as posições actuais para que possa manter as mesmas.

    MARGEM INICIAL (INITIAL MARGIN)
    Depósito de garantia requerido para abrir a posição no instrumento financeiro.

    MARK TO MARKET (VALOR DE MERCADO)
    Contabilização das posições feita com base na abertura e valorização diária.

  • NET LIQUIDATION VALUE (VALOR PATRIMONIAL LÍQUIDO)
    Balanço da conta.

  • OPÇÃO
    Contrato pelo qual o comprador adquire o direito de comprar (opção de compra ou call) ou de vender (opção de venda ou put) uma quantidade específica de um determinado bem ou instrumento financeiro a um preço fixado (preço de exercício), numa data (data de expiração) determinada (opções de estilo europeu), ou durante o período que até ela decorra (opções de estilo americano), pagando, por isso, um dado preço (prémio). O vendedor assume a obrigação de vender ou comprar o referido activo, nas condições definidas, no caso de o comprador decidir exercer o seu direito.

    ORDEM DTC (DIÁRIA ATÉ SER CANCELADA DTC)
    Uma ordem DTC é em tudo semelhante a uma ordem diária, mas caso esta não tenha sido executada ou cancelada durante o dia, no fim do dia de negociação, a ordem é desactivada em mercado, mas fica disponível para o investidor a transmitir novamente para o mercado, se e quando desejar.

    ORDEM FOK
    (Executada ou Cancelada - FOK) - É uma ordem que caso não seja executada na totalidade no momento em que fica disponível em mercado, é cancelada na sua totalidade.

    ORDEM GTD
    (Válida até a Data - GTD) - A ordem GTD é uma ordem que ficará activa no mercado, caso não seja executada ou cancelada, até a uma determinada data e hora definida pelo investidor.

    ORDEM IOC
    (Imediata ou cancela - IOC) - A ordem IOC é utilizada para garantir que a ordem é executada a preço determinado pelo investidor. A ordem IOC, garante que a quantidade estipulada na ordem que não seja efectuada imediatamente a um preço previamente definido ou de mercado, não será executada, sendo a ordem cancelada.

    ORDEM MKT (ORDEM AO MERCADO)
    O investidor indica apenas a quantidade de títulos a transaccionar, sendo a transacção imediata.

    ORDEM OPG
    A ordem (Abertura - OPG) é uma ordem que está activa na abertura de mercado. As ordens (Abertura do mercado - MOO) ou (Market-on-close - MOC) deverão ser acompanhadas pela duração OPG.

    ORDEM STP (ORDEM STOP)
    Ordem para comprar ou vender a um preço indicado.

    ORDEM STP LMT (STOP LIMIT)
    Ordem Stop definindo um intervalo para a execução, no inicio de sessão, caso o preço abra abaixo deste intervalo a ordem não é executada.

    OVERRIDE AND TRANSMIT
    Botão de confirmação de ordem na Invest BTrader Classic.

  • P&L
    Demonstra os ganhos ou perdas da posição (preço de compra - preço de venda * quantidade).

    PIP PERCENT IN POINT
    Variação mínima do preço de uma divisa. Exemplo: Variação 1.0700 - 1.0701, significando que a quarta casa decimal é o PIP.

    PAR DE DIVISAS
    As taxas de câmbio são definidas pela comparação de duas moedas, uma face à outra. Por exemplo, no caso do par cambial EUR/USD, se a sua cotação for de 1.08 significa que 1 EURO vale 1.08 USD.

    POSIÇÃO LONGA
    Posição compradora, resultante de uma compra do instrumento financeiro.

    POSIÇÃO CURTA (SHORT SELLING)
    Posição vendedora, resultante da venda de um instrumento financeiro a descoberto e com o objectivo de aproveitar a desvalorização do activo.

  • QUANTITY/POSITION (QUANTIDADE/POSIÇÃO)
    Número de contratos/acções em carteira de um respectivo instrumento.

  • SHORT SELLING (POSIÇÃO CURTA)
    Posição vendedora, resultante da venda de um instrumento financeiro a descoberto e com o objectivo de aproveitar a desvalorização do activo.

    SLIPPAGE
    É a diferença entre o preço a que a ordem é activada face ao preço de execução da mesma.

    SPREAD
    Diferencial entre preço de compra e de venda.

  • TAXA DE JURO
    Prémio (remuneração) expresso em percentagem que a entidade que concede um determinado financiamento recebe da entidade de contraiu esse empréstimo, como forma de pagamento do serviço prestado e do custo de oportunidade do capital.

    TRAILING STOP
    Ordem stop móvel associada a um negócio cuja parametrização permite a evolução com o preço actual do activo.

    TENDÊNCIA LATERAL
    Mercado fraco, sem tendência definida, estagnado.

  • UNR P&L
    Demonstra os ganhos ou perdas de uma posição em aberto (preço de compra - preço de venda * quantidade).

  • VALOR DE MERCADO
    É a quantidade vezes o preço actual.