• Bolsas europeias em máximos de duas semanas
    Fonte: Banco Invest
    2009EUR
    Estes são os principais destaques:

    • Rio Tinto (RIO LN): A mineira anunciou um novo programa de recompra de acções no valor de $3,2 mil mn, juntando-se ao programa de $1,7 mil mn que está em vigor até ao início de 2019.

    • Bayer (BAYN GY): O Citigroup melhorou a sua recomendação para compra com um preço alvo de €100.

    • Inmarsat (ISAT LN): A empresa de satélites irá colaborar com a japonesa Panasonic Avionics para fornecer banda larga durante os voos das companhias aéreas comerciais.

    • Volkswagen (VOW3 GY): A fabricante alemã de automóveis anunciou que antes do fim do ano não irá listar a sua unidade de veículos comerciais, Traton, independentemente do preço.

    • Mota-Engil (EGL PL): A empresa voltou a comprar ações próprias no dia 18 de Setembro. A Mota-Engil passou a deter 1,6843% do seu capital social.

    • Diageo (DGE LN): Jefferies emitiu uma nota de research sobre o sector de bebidas espirituosas e a Diageo é a empresa mais bem posicionada no sector.

    • Ryanair (RYA LN): Os sindicatos alemães afirmaram que a gestão da empresa deveria mudar devido aos problemas com a negociação das condições de trabalho.

    • Deutsche Bank (DBK GY): A instituição financeira BMO adquiriu uma carteira de crédito concedido a empresas do sector de Oil & Gas por $3 mil mn.

    • Telecom Italia (TIT IM): A unidade brasileira da Telecom Italia está a ponderar a compra do quinto maior operador de redes móveis no Brasil, Nextel Telecomunicações.

    • IG Group (IGG LN): As receitas trimestrais da plataforma de negociação foram prejudicadas pelos níveis mais baixos de volatilidade do mercado.

    • Tom Tailor (TTI GY): A retalhista de moda alemã emitiu um aviso de lucros.
  • Mercados positivos aguardando decisões dos bancos centrais da Suíça e Noruega
    Fonte: Banco Invest
    200918

    Os mercados europeus abriram positivos no dia que o Banco Nacional Suíço anuncia a sua decisão sobre as taxas de juro que deverá deixar inalterada em -0,75%. Também o Norges Bank se vai pronunciar sobre a taxa de juro que se cumprir com o que disse na última reunião, deverá aumentar pela primeira vez em sete anos.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 0,01% e as praças chinesas negociavam em queda. O Primeiro-Ministro Chinês Li Keqiang afirmou hoje que a China enfrenta uma série de dificuldades que podem comprometer o crescimento económico e que dispõe de múltiplas opções para superar os problemas.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram mistas com o índice Dow Jones a atingir o nível mais elevado desde o final de Janeiro, com o sector financeiro beneficiando da subida dos "yields" a 10 anos para máximos de quatro meses.
     
    Dados Macroeconómicos:

     09h30: Vendas a Retalho (Agosto)

     13h30: Indicador de Sentimento Empresarial de Philadelphia (Setembro)

     13h30: Pedidos de Subsídio Desemprego

     15h00: Leading Index (Agosto)

     15h00: Confiança dos Consumidores (Setembro)

     15h00: Vendas de Casas Usadas (Agosto)


    Eventos:

      Líderes da União Europeia reúnem-se em cimeira na Áustria

     INE divulga Actividade dos Transportes (2.º trimestre); Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação (Agosto)

     Pagamento do dividendo de €0,275 por cada acção da Galp Energia

     Reunião de política monetária do Banco Nacional da Suíça


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Socialistas recuperam negócio do trespasse

     Inspecções do Fisco deixam de ter limites territoriais

     Entrada em bolsa: Venda de 25% do retalho vai puxar pelo valor da Sonae

     Centeno avança com mudanças no funcionamento do Eurogrupo

     Banca: Carlos Tavares recusa venda do Montepio Crédito

     Crescimento nos aeroportos dá sinais de abrandamento

     Governo guarda silêncio sobre dados da zona franca da Madeira

     Economista calcula que hospitais precisem de mais de 100 milhões em 2019

     Lesados do Banif pedem indemnização de 100 milhões a Portugal e a Bruxelas

     Falha informática deixa alunos do Superior sem bolsas

     Com menos vendas de jogadores, lucros do Benfica encolhem para metade

  • Amazon deverá ocupar o 3º lugar no ranking em 2018
    Fonte: Marketer
    amzn

    Os dados da eMarketer apontam para que a Amazon ocupe o 3º lugar no ranking de players no mercado de publicidade digital em 2018, ultrapassando a Oath (Verizon) e a Microsoft.

    A Amazon deverá gerar $4,61 mil mn de receitas com publicidade nos Estados Unidos, um aumento de 144,5% em relação ao ano anterior, correspondendo a uma quota de mercado de 4,1% em 2018 e 7% em 2020.

    Este ano, 57,7% das despesas em publicidade digital serão divididas entre a Google (37,1%) e Facebook (20,6%).

    amzn1

    A grande vantagem da Amazon é o facto de ter dados sobre as compras, que não acontece com a Google e Facebook porque 58% das receitas são controladas por estas empresas.
  • Real brasileiro mais volátil do que nas três últimas eleições
    Fonte: Bloomberg
    brasil

    A volatilidade do real brasileiro tem tido mais elevada, antes das eleições presidenciais no dia 7 de Outubro, do que em qualquer uma das três últimas eleições. As eleições de 2002 foram a única excepção devido às especulações de que o principal candidato e eventual presidente Lula da Silva fosse um radical.

    Segundo uma sondagem divulgada ontem, o candidato do Partido dos Trabalhadores às presidenciais brasileiras, Fernando Haddad subiu 11 pontos e isolou-se no segundo lugar, com 19% dos votos, atrás de Jair Bolsonaro (28%), do Partido Social Liberal.

    O real já perdeu cerca de 20% face ao dólar desde o início do ano. A economia brasileira sofreu uma forte desaceleração no 2º trimestre, crescendo uns meros 0,57% enquanto que a inflação se situa nos 4,30%.
  • Libra acima de $1,32 com inflação superando expectativas
    Fonte: FT
    libra

    A libra negoceia acima de $1,32 atingindo o seu nível mais elevado em nove semanas depois da inflação britânica ter atingido um máximo de seis meses em Agosto. A inflação foi impulsionada por aumentos sazonais maiores do que o habitual nas tarifas aéreas e marítimas e maiores preços de bilhetes para o teatro.

    O índice de preços ao consumidor do Reino Unido subiu 0,7% em relação a Julho, superando os 0,5% esperados pelos economistas. Em termos anuais, a inflação subiu 2,7% em Agosto também acima das previsões de 2,4%.

    brexit
    Os 28 chefes de Estado e de Governo da UE reúnem-se a partir de hoje em Salzburgo para discutir a fase final das negociações da saída do Reino Unido, incluindo a "possibilidade de convocar outro Conselho Europeu em Novembro". A saída deve ser finalizada a tempo para o Reino Unido deixar a UE, como planeado, em Março de 2019.

    O líder das negociações para o Brexit do lado da U.E. repetiu a disponibilidade do bloco para negociar uma proposta que evite uma fronteira entre o Reino Unido e Irlanda, tendo como objectivo ultrapassar este obstáculo que impede o avanço das negociações desde Março. 
  • Vai avançar com IPO da Sonae MC este ano
    Fonte: Sonae
    sonaemc
    A Sonae SGPS anunciou que decidiu avançar com a oferta pública inicial (IPO) da sua unidade de retalho. A operação deverá ser realizada no quarto trimestre deste ano e a empresa prevê um free float mínimo de 25% e que estreie em bolsa ainda este ano.

    A Sonae MC é o maior operador de retalho alimentar em Portugal, num sector em crescimento e com uma baixa taxa de penetração, estimando-se que cresça a 2,9%1 por ano até 2022.

    A Sonae SGPS considera que a sociedade beneficia das seguintes vantagens competitivas:

    • Exposição directa ao atractivo mercado de retalho alimentar português;

    • Líder de mercado em Portugal com 22% de quota de mercado;

    • Forte presença e elevada capilaridade da rede de lojas para satisfazer todas as ocasiões de compra;

    • Notoriedade de marca excepcional e proximidade com o consumidor geram elevados níveis de fidelização;

    • Operador extremamente eficiente com uma cadeia de valor diferenciada;

    • Sólido perfil financeiro sustentado por um enfoque em eficiência e uma atractiva geração de fluxos de caixa
  • Mercados europeus em alta com discurso de Draghi em foco
    Fonte: Banco Invest
    190918

    Os mercados europeus abriram em alta com os investidores aguardarem o discurso de Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu numa conferência em Paris, hoje pelas 14h00, e em Berlim, amanhã. Mario Draghi poderá falar sobre a política de estímulos da entidade e sobre a situação orçamental em Itália. 

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 1,08% depois do Banco do Japão ter decidido manter as taxas de juro inalteradas, assim como a sua política monetária tal como esperado pelo mercado. As praças chinesas valorizaram com a guerra comercial entre EUA e China vista como menos grave do que o esperado.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram em alta com o sector energético a impulsionar com os preços do petróleo a subir. O índice S&P 500 registou a sua maior subida intradiária das últimas três semanas. As tecnológicas também ajudaram os índices com um alívio dos receios em torno dos produtos que sofrerão um agravamento nas tarifas alfandegárias.

    Dados Macroeconómicos:

     00h50: Balança Comercial (Agosto)

     07h00: Vendas de Automóveis (Agosto)

     09h30: Inflação (Agosto)

     11h00: Síntese Económica de Conjuntura e Índices de Preços na Produção Industrial (Agosto)

     13h30: Casas em início de construção (Agosto)

     13h30: Licenças de Construção (Agosto)

     15h30: Reservas Semanais de Energia


    Eventos:

      Reunião de política monetária do Banco do Japão

      09h00: Discurso de Haldane, membro do Banco de Inglaterra

     10h30: IGCP realiza dois leilões das linhas de BT com maturidades em Março de 2019 e em Setembro de 2019. Montante indicativo global entre €1.250 mn e €1.500 mn

     14h00: Discurso de Draghi, presidente do BCE


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     PS vai acabar com "balcão dos despejos"

     Caixa pode ganhar 30 milhões com Espanha

     Automóvel: Multa aos fabricantes alemães por cartel pode chegar aos 50 mil milhões

     Salgado liberta imóveis históricos para construção de luxo

     Um quarto das escolas públicas não faz reutilização de manuais

     China pode usar a moeda como arma no conflito com os EUA

     Venezuela: Madeira vai gastar 4,6 milhões a integrar emigrantes

     Partido de Santana Lopes nasce nesta tarde com sede na Avenida da República

     Saúde: Reduzir listas de espera com prémios por objectivos

     Elisa Ferreira defende procedimentos especiais para insolvências de bancos de média dimensão

  • Sector tecnológico em alta com excepções tarifárias
    Fonte: Finviz
    EUA

    Os mercados norte-americanos recuperam hoje impulsionados pelo sector tecnológico depois da Casa Branca ter criado uma excepção para smartwatches e os aparelhos Bluetooth, que está a favorecer o sector.

    O presidente norte-americano avançou com as tarifas de 10% sobre o equivalente a $200 mil mn de produtos chineses importados mas excluiu alguns produtos como os smartwatches das americanas Apple e Fitbit e outros produtos como capacetes de ciclismo e cadeiras de bebé para automóvel.

    A China já retaliou também irá aplicar tarifas sobre produtos importados dos Estados Unidos no valor de $60 mil mn.
  • "Most Crowed Trades" - BofAML: Posições curtas em ouro estreiam a lista
    Fonte: BofAML
    fang
    Segundo uma sondagem a gestores de fundos do Bank of America Merrill Lynch em Setembro, a maioria dos inquiridos permanecem longos em FAANG + BATS apesar de terem reduzido a sua exposição em relação a Agosto.

    Posições curtas em ouro e longas em crédito "Investment Grade" apareceram pela primeira vez este mês na lista dos "most crowded trades".

    O maior risco continua a ser a guerra comercial mas que já diminuiu em relação ao mês passado. 

    A desaceleração da economia chinesa é outro risco que aumentou em Setembro. O populismo europeu (Itália, Brexit, Suécia) apareceu pela primeira vez este mês.

    tail
  • O seu próximo carro poderá vir com Android da Google
    Fonte: Renault-Nissan-Mitsubishi


    A Google integrará o seu sistema operativo Android em carros produzidos pela Renault, Nissan e Mitsubishi, uma iniciativa que colocará os seus produtos ao alcance de milhões de condutores.

    A parceria anunciada permitirá que os fabricantes de automóveis instalem Google Maps, Google Play Store e Google Assistant em veículos a partir de 2021.

    A aliança Renault-Nissan-Mitsubishi vendeu 5,5 milhões de automóveis no primeiro semestre do ano, à frente da Volkswagen e Toyota.

    As acções da TomTom que é uma empresa de sistemas de navegação para automóveis estão a desvalorizar mais de 25% em reacção a esta notícia.
  • Mercados europeus na linha de água com Trump a impor tarifas
    Fonte: Banco Invest
    180818

    Os mercados europeus abriram na linha de água apesar do presidente dos Estados
    Unidos, Donald Trump, ter imposto tarifas de 10% sobre cerca de $200 mil mn em produtos chineses. O pagamento das tarifas vai começar no dia 24 de Setembro, mas a taxa vai subir para 25% no final de 2018. Adicionalmente, estaria a ser elaborado um estudo relativo à taxação de mais $267 mil mn de outras importações vindas da China.

    Na Ásia, o índice Nikkei 225 fechou a subir 1,41% e as praças chinesas negociavam em alta com a China a prometer retaliação às novas tarifas dos EUA. O país também não deverá enviar uma delegação para Washington.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram no vermelho penalizadas pelo sector tecnológico levando a que o índice Nasdaq 100 registasse a maior queda intradiária em mais de uma semana. Os investidores estão a apostar mais nas acções do sector industrial e energético.

    Dados Macroeconómicos:

      08h00: Custos Laboriais (2º trimestre)

     09h00: Vendas Industriais (Julho)

     15h00: Índice Mercado Imobiliário NAHB (Setembro)


    Eventos:

     Acções da Galp Energia negoceiam sem direito ao dividendo de €0,275 por acção

     Discursos de vários membros do BCE: Villeroy (08h00), Draghi (08h00) e Nouy (08h30)

     BCE publica "Estatísticas do fundo de investimento da Zona Euro" e "Demonstração Financeira Consolidade do Eurosistema"

     Abertura do Portugal Real Estate Summit


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Empresas já estão a sentir alta do preço da energia

     Metade do crédito ao consumo é para comprar automóvel

     Espanhóis asseguram emprego na oferta à CGD

     Valor da marca Nos ultrapassa o da Meo

     Depois da tempestade a bonança entre Portugal e Angola

     Integração de precários no Estado derrapa para 2019

     Milhares de funcionários públicos ainda não receberam descongelamento dos salários

     Novos acordos e confiança recuperada na visita a Angola

     "Dívida portuguesa não segue a italiana", diz Mário Centeno, Ministro das Finanças e Presidente do Eurogrupo."Estamos mais próximos da Alemanha e Espanha"

     Municípios só integraram metade dos precários

  • Acções norte-americanas pressionadas aguardando anúncio de tarifas
    Fonte: Banco Invest
    US1709

    Estes são os principais destaques:

    • Bed Bath & Beyond (BBBY): A Raymond James reviu em alta a sua recomendação das acções para "market perform" de "underperform" com uma melhoria no ambiente dos consumidores.

    • Teva Pharmaceutical (TEVA): O regulador norte-americano aprovou o seu medicamento para a enxaqueca, o Ajovy. O medicamento tem potencial para gerar cerca de $1.000 mn de vendas em quatro anos, segundo análises de mercado.

    • Lululemon (LULU): A Wells Fargo fez um upgrade às acções para "outperform" de "market perform".

    • Coca-Cola (KO): A Coca-Cola pretende entrar no mercado de cannabis, estando em conversações com a Aurora Cannabis sobre o desenvolvimento de produtos com CBD.

    • Micron (MU): Deutsche Bank cortou o preço-alvo das acções da Micron dos $80 para os $60 com uma recomendação de "Buy" devido à deterioração no pricing NAND e DRAM. A empresa divulga os seus resultados no dia 20 de Setembro.

    • Tesla (TSLA): Elon Musk admitiu que o problema deixou de ser a produção dos carros eléctricos e passou a ser a logística de entrega.

    • Apple (AAPL): Segundo a Rosenblatt, as pré-encomendas dos novos iPhone XS e iPhone XS Max serão inferiores ao do iPhone X.

    • Amazon (AMZN): A empresa está a investigar algumas denúncias indicam que os funcionários da Amazon terão sido pagos para fornecer informações confidenciais sobre vendas a terceiros.

    • JD.com (JD): Morgan Stanley, cortou o preço-alvo para as ações da JD.com dos $37 para os $25. A recomendação é de "equalweight" devido à aceleração do investimento pela empresa.
  • Recompras de acções norte-americanas subiram 48% no 1.º semestre 2018
    Fonte: Goldman Sachs
    RECOMPRAS

    De acordo com a Goldman Sachs, as recompras em acções subiram quase 50% para $384 mil mn no 1.º semestre de 2018, superando as despesas de capital no montante de $341 mil mn, pela primeira vez em 10 anos.

    Só a Apple representa um quarto do aumento das recompras. A Goldman espera que as recompras atingem um total de $1 bn em 2018.

    apple
  • Impacto das tensões comerciais nos mercados accionistas  
    Fonte: UBS
    images

    É raro o dia que não ouvimos falar sobre a guerra comercial. Segundo os analistas do UBS, "o fluxo de notícias sobre a imposição de tarifas adicionais dos EUA continua a ser fundamental para o cenário macroeconómico".

    Eles mediram o impacto da guerra comercial nas diferentes classes de activos e chegaram à conclusão que existe um impacto significativo para as acções dos mercados chineses (-12%) e nos mercados emergentes (-9%). Por outro lado, as acções norte-americanas têm sido relativamente imunes ao impacto da guerra comercial.
  • Estratégias das empresas na conferência Caixabank BPI
    Fonte: Bloomberg
    psi20

    Numa conferência organizada pelo Caixabank BPI, 12 empresas portuguesas mantiveram reuniões com 29 potenciais investidores, onde actualizaram a sua estratégia.

    • Altri pode aumentar os dividendos

    • BCP aposta na redução do malparado

    • Corticeira à procura de oportunidades 

    • CTT supera meta para poupança de custos 

    • EDP preparada para defender investidores 

    • Galp: Geração de cash flow será positiva este ano 

    • Mota-Engil: Projecto de ferrovia em Moçambique só em 2020 

    • Sem acordo com a Eleven Sports, Nos foca-se na eficiência 

    • Investimentos da REN esperam decisões políticas 

    • Sonae Capital: Venda de activos financia novo dividendo em 2019 

    • Ambiente mais competitivo no Canadá para a Sonae Indústria 

    • Navigator avisa investidores para impacto das tarifas 
  • Destaques Empresariais
    Fonte: Banco Invest
    170918
    Estes são os principais destaques:

    • Argenx (ARGX BB): A empresa de biotecnologia belga anunciou resultados positivos de um teste de seu medicamento Efgartigimod para trombocitopenia imune primária. 

    • Hennes & Mauritz (HMB SS): A segunda maior retalhista de moda do mundo apresentou receitas de SEK 55,82 mil mn superando as previsões dos analistas de SEK 54,03 mil mn. A H&M indicou que aumentou a sua quota de mercado em várias geografias e que os resultados trimestrais foram afectados em alguns mercados por questões logísticas.

    • Casino Guichard (CO FP): A empresa-mãe do supermercado francês, a Rallye, obteve uma nova linha de crédito de €500 mn.

    • Scor (SCR FP): A seguradora cooperativa francesa Covea estava a trabalhar numa nova abordagem para a Scor depois da sua oferta amigável de €8,2 mil mn ter sido rejeitada no mês passado. 

    • Impresa (IPR PL): A empresa criou uma nova área de negócio com investimento em startups que vão desde o e-commerce à saúde e bem-estar.

    • Mota-Engil (EGL PL)/Teixeira Duarte (TDSA PL): A Autoridade da Concorrência avançou com uma acusação a cinco empresas por suspeitas de cartelização na área de manutenção da ferrovia.

    • Credit Suisse (CSGN SW): O regulador suíço Finma informou que o banco falhou no seu dever de combater a corrupção nos casos ligados à FIFA e às petrolíferas estatais venezuelanas e brasileiras. 
  • Bolsas europeias abriram negativas com guerra comercial em destaque
    Fonte: Banco Invest
    170918

    Os mercados europeus abriram negativos com novos receios em relação às negociações comerciais entre EUA e China. No Sábado, o Wall Street Journal adiantou que as tarifas adicionais sobre as importações chinesas seriam de 10% e não de 25% como inicialmente avançado. A mesma fonte referiu que as autoridades chinesas não iriam participar nas conversações promovidas por Washington se forem implementadas novas tarifas sobre as exportações chinesas.

    Na Ásia, a bolsa japonesa esteve encerrada hoje devido a feriado nacional e as praças chinesas negociavam no vermelho condicionadas pela passagem do tufão Mangkhut.

    As principais bolsas norte-americanas encerraram em leve alta excepto o índice Nasdaq que cedeu 0,05% com o sector tecnológico penalizado devido à guerra comercial. As vendas a retalho durante o mês de Agosto foram aquém do esperado, no entanto o índice de confiança dos consumidores, elaborado pela Universidade de Michigan atingiu o segundo nível mais alto do ano.
     
    Dados Macroeconómicos:

     00h01: Preços das Casas (Setembro)

     09h00: Balança Comercial (Julho)

     10h00: Inflação (Agosto)

     11h00: Actividade Turística (Julho) - Portugal

     13h30: Empire Manufacturing (Setembro)


    Eventos:

     Bolsa de valores de Tóquio encerrada devido ao feriado do Dia do Respeito ao Idoso

     Reagrupamento das acções da Vista Alegre Atlantis na relação de 10 acções antigas para uma nova acção

     Último dia que as acções da Galp têm direito ao dividendo intercalar de €0,275 por acção

     Discursos de vários membros do BCE: Coeure (10h00), Praet (11h15) e Mersch (13h00)

     Assembleia Geral da Oi


    Estes são os principais destaques da imprensa hoje:

     Turistas já ocupam 34% das casas do centro

     Banqueiro irlandês será o novo administrador financeiro do Novo Banco

     "Parceria com Angola vai subir para um nível estratégico" - Augusto Santos Silva

     Vila Galé quer explorar negócios agrícolas do Estado

     Bancos ignoram regulador e aceleram no crédito de risco

     Portugal já exporta quase mil milhões em medicamentos

     Protestos marcam semana de regresso ao Parlamento

     Lisboa vai ter mais oito quilómetros exclusivos para transportes públicos

     Ano escolar arranca em semana de plenários

     NOS em conversações com Apple para lançar eSim em Portugal

  • 17 a 21 de Setembro 2018
    Fonte: Banco Invest
    agendas

    Na próxima semana aguarda-se uma nova ronda de negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China, apesar do presidente norte-americano, Donald Trump, ter dito que os EUA não estão sob pressão para chegar a um acordo.

    As negociações do Brexit devem intensificar-se com a primeira das três cimeiras que os líderes da União Europeia esperam que resolvam um acordo de "divórcio" para a saída da Grã-Bretanha nos próximos dois meses. Os líderes da UE vão receber uma actualização sobre as negociações na Áustria, na Quinta-feira.

    Estes são os principais eventos:

    Segunda-feira, 17 de Setembro 2018

    • Reagrupamento das acções da Vista Alegre Atlantis na relação de 10 acções antigas para uma nova acção
    • Bolsa de valores de Tóquio encerrada devido ao feriado do Dia do Respeito ao Idoso
    • Assembleia Geral da Oi
    • 10h00: Inflação (Agosto) - Zona Euro
    • 11h00: Actividade Turística (Julho) - Portugal

    Terça-feira, 18 de Setembro 2018

    • Acções da Galp Energia negoceiam sem direito ao dividendo de €0,275 por acção
    • 08h00: Custos Laboriais (2º trimestre) - Espanha

    Quarta-feira, 19 de Setembro 2018

    • Reunião de política monetária do Banco do Japão
    • 09h00: Discurso de Haldane, membro do Banco de Inglaterra
    • 09h30: Inflação (Agosto) - Reino Unido 
    • 11h00: Síntese Económica de Conjuntura e Índices de Preços na Produção Industrial (Agosto) - Portugal
    • 13h30: Licenças de Construção (Agosto) - EUA
    • 14h00: Discurso de Draghi, presidente do BCE
    • 15h30: Reservas Semanais de Energia - EUA

    Quinta-feira, 20 de Setembro 2018

    • Pagamento do dividendo de €0,275 por cada acção da Galp Energia
    • INE divulga Actividade dos Transportes (2.º trimestre); Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação (Agosto) - Portugal
    • Reunião de política monetária do Banco Nacional da Suíça
    • 09h30: Vendas a Retalho (Agosto) - Reino Unido 
    • 13h30: Pedidos de Subsídio de Desemprego - EUA
    • 15h00: Vendas de Casas Usadas (Agosto) - EUA

    Sexta-feira, 21 de Setembro 2018

    • 00h30: Inflação (Agosto) - Japão
    • 07h45: PIB (2º trimestre) - França
    • 09h00: Balança Comercial (Julho) - Espanha
    • 09h00: Índice PMI (Setembro) - Zona Euro
    • 11h00: Índice de Preços da Habitação (2.º trimestre); Principais Agregados das Administrações Públicas; Contas Nacionais Trimestrais por Sector Institucional (2.º trimestre) e Contas Nacionais (2016) - Portugal
    • Agência de rating S&P anuncia decisão sobre dívida soberana de Espanha
  • Índice de surpresa económica do Citibank em território negativo
    Fonte: ZeroHedge
    retail sales control group sept 
    citi econ surprise

    As vendas a retalho nos Estados Unidos tiveram a menor subida em seis meses, em Agosto, uma vez que os consumidores reduziram as compras de veículos e vestuário.

    O Departamento do Comércio informou hoje que as vendas a retalho avançaram 0,1% no mês passado, a menor subida desde Fevereiro, quando os economistas esperavam uma subida de 0,4%.

    Este dado junta-se aos dados fracas da inflação que só aumentará as preocupações de que a economia norte-americana esteja a enfraquecer como podemos verificar pelo índice de surpresa económica do Citibank que está em território negativo, juntando-se à Europa.
  • Euro acima de $1,17
    Fonte: Banco Invest
    Forex

    O euro apreciou acima de 1,17 dólares, para o máximo em duas semanas, depois da divulgação dos dados de inflação mais fracos do que o esperado nos EUA ontem, terem pesado sobre o dólar.

    A balança comercial externa da Zona Euro viu o excedente recuar, em Julho, para os €17,6 mil mn, face aos €21,6 mil mn do mesmo mês de 2017, divulga hoje o Eurostat. As exportações aumentaram, em termos homólogos 9,6% enquanto as importações aumentaram também 15,4% em relação ao mesmo mês no ano passado.

    A libra aprecia depois do Banco de Inglaterra ter mantido os juros no nível mais alto em nove anos e instituição também apresentou perspectivas mais optimistas em relação à economia britânica.

    A decisão do banco central turco de elevar as taxas de juro ontem provocou uma recuperação nos activos de mercados emergentes. Moedas emergentes, como o rand sul-africano e o peso mexicano negoceiam em alta.

    O dólar australiano, visto como um proxy para as negociações relacionadas à China, bem como um barómetro do sentimento de risco, está a caminho de um ganho de mais de 1% na semana.
  • Destaques Empresariais
    Fonte: Banco Invest
    EUR140918

    Estes são os principais destaques:

    • Ryanair (RYA LN): A empresa chegou a acordo com o sindicato de assistentes de bordo em Itália.

    • STMicroelectronics (STM FP): A BofAML fez de um upgrade para "neutral" de "underperform".

    • Shire (SHP LN): O regulador Chinês aprovou a compra da Shire pela Takeda.

    • ACS (ACS SM): A ACS irá realizar a venda da planta solar Mular de 500MW por mais de €300 mn à Northleaf.

    • Deutsche Bank (DBK GY): A instituição financeira alemã ficou com uma participação de 22% no capital da empresa alemã de real estate, Instone, após não ter conseguido intermediar por completo a venda de cerca de 50% da capitalização bolsista da empresa.

    • BAE Systems (BA LN): O secretário do Exército dos EUA afirmou que a empresa estava a progredir na construção dos veículos armados, o que poderia indicar que o contrato para a compra de 576 howitzers poderá avançar.

    • Volkswagen (VOW3 GY): A fabricante alemã de automóveis irá provavelmente interromper a produção na sua fábrica de Wolfsburg durante a primeira semana de Outubro.

    • Fresenius (FRE GY): Os advogados da empresa afirmaram que a inspecção à fábrica da Akorn revelou inúmeros problemas que incluem procedimentos de teste duvidosos e produtos adulterados.

    • Whitbread (WTB LN): A JP Morgan reviu em alta a sua recomendação para as acções da empresa britânica de hotelaria para "overweight" com um preço-alvo de £55 por acção.

    • Pharol (PHR PL): Um tribunal brasileiro rejeitou o pedido de restabelecimento dos mandatos dos administradores da Pharol no Conselho de Administração da Oi até que esteja concluído o aumento de capital da operadora brasileira. Também o pedido de arresto de bens da Oi em Portugal solicitado pela Pharol foi “chumbado”.

    • AstraZeneca (AZN LN): O regulador de saúde norte-americano aprovou o medicamento Lumoxiti para o tratamento de pacientes adultos com leucemia de células pilosas. 

    • Mota‐Engil (EGL PL): A empresa adquiriu acções próprias no dia 12 de Setembro, pela segunda sessão consecutiva, passando a deter 1,5873% do seu capital social.