FIQUE A PARAcompanhe os destaques e principais tendências do dia que influenciam as bolsas em todo o mundo.
Outlook Análise Técnica Research Investimento Educação
CibersegurançaTendência de Investimento 15-09-2022  11:37
  • investimento

A Cibersegurança é a utilização de tecnologias, processos e controlos para proteger sistemas, redes, programas, dispositivos e dados contra ataques cibernéticos. O principal objectivo traduz-se em reduzir estes ataques e proteger, indivíduos e organizações, contra a exploração e/ou destruição não autorizada de sistemas, redes, tecnologia ou informação privilegiada.

 


Qual a importância da Cibersegurança?

É inegável que a tecnologia está a mudar a forma como as empresas gerem os seus negócios. A integração das tecnologias digitais, tecnologias de informação, tecnologias operacionais e equipamentos é cada vez mais uma prioridade das organizações que vêem na cibersegurança um argumento chave para o sucesso.

À medida que a tecnologia vai ficando cada vez mais avançada, os criminosos cibernéticos exploram as vulnerabilidades dos sistemas informáticos. Segundo o Centro Nacional de Cibersegurança, os ataques cibernéticos aumentaram 23% no primeiro semestre de 2021. A utilização de um antivírus ou uma firewall já não são suficientes para parar um ataque cibernético. O risco destes ataques é cada vez maior e para as empresas e organizações já não se trata apenas da possibilidade de acontecer, mas sim quando.

 

"Os ataques cibernéticos afectam tanto indivíduos como empresas. O custo de resolver os danos causados por estes ataques é muito elevado para as organizações custando aproximadamente 2,5 milhões de dólares por ataque sendo que ainda demora, em média, 50 dias."

Fonte: Accenture


 

As Ameaças Online


Considera-se um ciberataque qualquer conjunto de acções que sejam tomadas contra sistemas de informação ou rede, com o intuito de prejudicar pessoas, instituições ou empresas. O online é um mundo cheio de perigos, e estes ciberataques podem vir de diversas formas e com diferentes objectivos. Estas ameaças podem ser altamente perigosas para a saúde do negócio e das operações, independentemente do seu tipo.

Malware
Software informático com intenção maliciosa: causar danos a um computador, servidor, cliente ou até uma rede de computadores.

Ransomware
Tipo de malware que impede os utilizadores de aceder ao seu sistema ou ficheiros pessoais. Usualmente utilizado para cobrar um resgate à vítima em troca destes arquivos.

Phishing
Técnica utilizada para obter informações confidenciais como nome de utilizador, passwords, dados do cartão de crédito, etc. Pode ser feito através de e-mail, SMS ou até mesmo redes sociais.

Ataques de Negação (DDos)

Tentativa de tornar os recursos de um sistema indisponíveis aos seus utilizadores.

Ameaça persistente avançada (APT)
Ataque com base em técnicas de invasão contínuas e sofisticadas para obter acesso a um sistema e permanecer dentro do mesmo por um período prolongado.

Ataque Man-in-the-Middle
Forma de ataque onde os dados trocados entre as duas partes são intercetados, registados, ou até mesmo alterados, pelo atacante, sem que as vítimas se apercebam.



iStock-641304194


As grandes 5 camadas da Cibersegurança

Diferentes sistemas de cibersegurança têm diferentes camadas de protecção:
 
1. SEGURANÇA DE PERÍMETRO
Trata-se da segurança de todos os equipamentos físicos da empresa, como o sistema de câmaras, alarmes, sensores, etc.

2. SEGURANÇA DE REDE
Protege as redes internas da empresa, utilizando ferramentas de gestão de acesso remotas a redes internas contra acessos não autorizados como o VPN's (Virtual Private Network) e /ou autenticação de dois factores (2FA).

3. SEGURANÇA DE DISPOSITIVOS
Segurança de todos os dispositivos físicos conectados à intranet da empresa (laptops, servidores, smartphones, tatblets, etc). Entre as soluções possíveis para o combate a estes ataques, destaca-se as firewalls, actualizações sistemáticas, softwares contra arquivos nocivos e ainda a utilização de VPN's ou sofwares de protecção.

4. SEGURANÇA DE APLICAÇÕES
Evita que os dados e códigos dos softwares críticos para as empresas (tanto em uso, como em desenvolvimento) sejam roubados ou danificados. Nesta fase são aplicados recursos como o penetration testing e a criptografia.

5. SEGURANÇA DE DADOS
Protege o armazenamento e transferência de dados. Reforçar os sistemas e acessos através de autenticação com múltiplos factores: passwords mais fortes, gestão de acessos por parte dos funcionários da empresa, etc.




"Tal como tranca a porta de casa quando sai, deve proteger a sua rede e computador através da cibersegurança."



 

Como se proteger de um ciberataque?

 
Para o Indivíduo:
1. Use palavras-passe fortes;
2. Actualize regularmente o software dos seus equipamentos;
3. Gira as definições de privacidade e segurança das suas redes sociais;
4. Utilize VPN quando trabalha a partir de casa;
5. Faça backups regulares;
6. Eduque os seus filhos sobre o uso seguro da internet.

Para as Organizações:
1. Instale um software de cibersegurança robusto em todos os dispositivos da organização;
2. Dê formação aos seus colaboradores sobre os diferentes perigos e técnicas de ciberataque existentes. Explique o que fazer e não fazer nestas situações;
3. Mantenha os seus softwares e sistemas actualizados;
4. Faça backups regulares dos seus dados e ficheiros;
5. Controle os sistemas de acesso e gira um sistema de permissões;
6. Considere um seguro que cubra ciberataques.



A importância do Blockchain:
O Blockchain é uma das tecnologias mais utilizadas para combater os ataques cibernéticos, aumentando os níveis de confiança entre os dispositivos que existem numa determinada rede ou reduzir os riscos de adulteração de dados.

Fonte:Deloitte



A Estratégia da União Europeia


Segundo a Comissão Europeia, a transformação digital da sociedade, fortemente acelerada durante a crise do coronavírus, multiplicou e diversificou as ameaças e está na origem de novos desafios, que exigem respostas adaptadas e inovadoras. Neste sentido, a Comissão Europeia desenvolveu uma nova estratégia.

A nova estratégia de cibersegurança tem por objectivo preservar uma internet global e aberta, mediante a utilização e o reforço de todos os instrumentos e recursos disponíveis, a fim de garantir a segurança e proteger os valores europeus e os direitos fundamentais de cada um de nós.

Assim, a estratégia de cibersegurança da União Europeia tem em vista:

- Criação de um ciberescudo à escala da UE, composto por centros de operações de segurança que utilizam a IA e a aprendizagem automática para detectar indícios precoces de ciberataques iminentes e permitem adoptar medidas antes que sejam causados quaisquer danos;
- Uma ciberunidade conjunta que reunirá todas as comunidades de cibersegurança a fim de lhes permitir partilhar as respectivas percepções das ameaças e reagir colectivamente;
- Soluções europeias com vista a reforçar a segurança da Internet à escala mundial, incluindo um serviço público europeu de resolução de nomes de domínios;
- Um conjunto mais sólido de instrumentos de ciberdiplomacia a nível da UE para prevenir, dissuadir e dar resposta aos ciberataques;
- Uma cooperação reforçada em matéria de cibersegurança, nomeadamente graças à revisão do Quadro Estratégico da UE para a Ciberdefesa;
- Um programa de acção das Nações Unidas para gerir a segurança internacional do ciberespaço;
- Ciberdiálogos mais numerosos e mais robustos com os países terceiros e as organizações regionais e internacionais, incluindo a NATO;
- Um programa de reforço das cibercapacidades externas da UE e um comité interinstitucional da UE para o reforço das cibercapacidades, a fim de aumentar a eficácia e a eficiência do processo de reforço das cibercapacidades, a fim de reforço das cibercapacidades externas da UE.

Fonte: European Commission

 

 

Factores que tornam o mercado da Cibersegurança interessantes aos investidores:


1) Até 2050, prevê-se que o número de pessoas que vivem nas cidades duplique e impulsione os gastos com serviços de segurança.1

2) A segurança está a afectar todos os aspectos da vida quotidiana desde a protecção contra os ciber ataques, à protecção de infraestruturas vitais para a segurança alimentar e a segurança pessoal.

3) Sentir-se seguro é uma necessidade humana fundamental. Prevê-se que o mercado global de segurança valha 500 mil milhões de dólares.2

1UN World Urbanization, 2014
2BoAML, «Safer world - global safety and security» Special ESG report, 2012 | Fonte: Pictet







Como investir?

 

No Banco Invest poderá ganhar exposição à cibersegurança através dos fundos de investimento:
 

INVEST TREND SEGURANÇA
ALLIANZ CYBER SECURITY EUR ACC
PICTET SECURITY R EUR

 
ou dos ETF’s:


FIRST TRUST NASDAQ CYBERSECURITY
ISHARES CYBERSECURITY AND TECH ETF
INVESCO AEROSPACE & DEFENSE ETF


















  • 2
    8
    [fr]07h45: Emprego Sector Privado (4.º Tri)
    [it]09h00: Vendas a Retalho (Dez)
    [pt]11h00: Taxa de Desemprego (4.º Tri)
    [us]14h15: Discurso de Williams, membro da Fed
    [eu]15h00: Discurso de Knot, membro do BCE
    [us]15h00: Inventárias e Vendas dos Retalhistas (Dez)
    [us]15h30: Inventários Semanais de Energia 
    [jp]23h50: Oferta Monetária (Jan)
    [eu]• Resultados Empresariais: Akzo Nobel (06h00), ABN AMRO (06h00), Société Générale (AA), Pandora (AA), Deutsche Boerse (DF)
    [us]Resultados Empresariais: Yum! Brands (AA), CVS Health (AA), Dominion Energy (AA), Emerson Electric (AA), Walt Disney (DF)
  • 2
    9
    [uk]00h01: Preços das Casas RICS (Jan)
    [jp]06h00: Encomendas de Maquinaria (Jan)
    [pt]11h00: Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria (Dez)
    [pt]11h00: Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços (Dez)
    [pt]11h00: Balança Comercial (Dez)
    [us]13h30: Pedidos Semanais de Desemprego 
    [jp]23h50: Índice de Preços ao Produtor (Jan) 
    [eu]Resultados Empresariais: Credit Suisse (05h45), Volvo (06h00), Siemens (06h00), Aegon (06h00), Vinci (06h30), Credit Agricole (AA), Legrand (AA), ArcelorMittal (AA), AstraZeneca (AA), Unilever (AA), Euronext (DF), , L'Oreal (DF)
    [us]Resultados Empresariais: PepsiCo (11h00), AbbVie (AA), Philip Morris (AA), Tapestry (AA), Duke Energy (12h00), Ralph Lauren (13h00), Kellogg (13h00), Ventas (DF), Motorola Solutions (DF), PayPal Holdings (DF), News (DF)
  • 2
    10
    [cn]01h30: Índice de Preços ao Consumidor (Jan)
    [cn]01h30: Índice de Preços ao Produtor (Jan)
    [uk]07h00: Produção Industrial (Dez)
    [uk]07h00: Balança Comercial (Dez)
    [uk]07h00: PIB (4.º Tri)
    [fr]07h45: Salários (4.º Tri)
    [pt]11h00: Índice de Preços no Consumidor (Jan)
    [pt]11h00: Índice de Custo do Trabalho (4.º Tri)
    [eu]14h10: Discurso de Cos, membro do BCE
    [us]15h00: Confiança da Universidade de Michigan (Fev)
    [us]Discursos de vários membros da Fed: Waller (17h30) e Harker (21h00)
    [eu]Resultados Empresariais: Carl Zeiss (AA)
    [us]Resultados Empresariais: Global Payments, Newell Brands (AA)
     
  •  

  •  

  •  

Cibersegurança

set 15, 2022, 11:37 by DME Inês Silva
Tendência de Investimento

A Cibersegurança é a utilização de tecnologias, processos e controlos para proteger sistemas, redes, programas, dispositivos e dados contra ataques cibernéticos. O principal objectivo traduz-se em reduzir estes ataques e proteger, indivíduos e organizações, contra a exploração e/ou destruição não autorizada de sistemas, redes, tecnologia ou informação privilegiada.

 


Qual a importância da Cibersegurança?

É inegável que a tecnologia está a mudar a forma como as empresas gerem os seus negócios. A integração das tecnologias digitais, tecnologias de informação, tecnologias operacionais e equipamentos é cada vez mais uma prioridade das organizações que vêem na cibersegurança um argumento chave para o sucesso.

À medida que a tecnologia vai ficando cada vez mais avançada, os criminosos cibernéticos exploram as vulnerabilidades dos sistemas informáticos. Segundo o Centro Nacional de Cibersegurança, os ataques cibernéticos aumentaram 23% no primeiro semestre de 2021. A utilização de um antivírus ou uma firewall já não são suficientes para parar um ataque cibernético. O risco destes ataques é cada vez maior e para as empresas e organizações já não se trata apenas da possibilidade de acontecer, mas sim quando.

 

"Os ataques cibernéticos afectam tanto indivíduos como empresas. O custo de resolver os danos causados por estes ataques é muito elevado para as organizações custando aproximadamente 2,5 milhões de dólares por ataque sendo que ainda demora, em média, 50 dias."

Fonte: Accenture


 

As Ameaças Online


Considera-se um ciberataque qualquer conjunto de acções que sejam tomadas contra sistemas de informação ou rede, com o intuito de prejudicar pessoas, instituições ou empresas. O online é um mundo cheio de perigos, e estes ciberataques podem vir de diversas formas e com diferentes objectivos. Estas ameaças podem ser altamente perigosas para a saúde do negócio e das operações, independentemente do seu tipo.

Malware
Software informático com intenção maliciosa: causar danos a um computador, servidor, cliente ou até uma rede de computadores.

Ransomware
Tipo de malware que impede os utilizadores de aceder ao seu sistema ou ficheiros pessoais. Usualmente utilizado para cobrar um resgate à vítima em troca destes arquivos.

Phishing
Técnica utilizada para obter informações confidenciais como nome de utilizador, passwords, dados do cartão de crédito, etc. Pode ser feito através de e-mail, SMS ou até mesmo redes sociais.

Ataques de Negação (DDos)

Tentativa de tornar os recursos de um sistema indisponíveis aos seus utilizadores.

Ameaça persistente avançada (APT)
Ataque com base em técnicas de invasão contínuas e sofisticadas para obter acesso a um sistema e permanecer dentro do mesmo por um período prolongado.

Ataque Man-in-the-Middle
Forma de ataque onde os dados trocados entre as duas partes são intercetados, registados, ou até mesmo alterados, pelo atacante, sem que as vítimas se apercebam.



iStock-641304194


As grandes 5 camadas da Cibersegurança

Diferentes sistemas de cibersegurança têm diferentes camadas de protecção:
 
1. SEGURANÇA DE PERÍMETRO
Trata-se da segurança de todos os equipamentos físicos da empresa, como o sistema de câmaras, alarmes, sensores, etc.

2. SEGURANÇA DE REDE
Protege as redes internas da empresa, utilizando ferramentas de gestão de acesso remotas a redes internas contra acessos não autorizados como o VPN's (Virtual Private Network) e /ou autenticação de dois factores (2FA).

3. SEGURANÇA DE DISPOSITIVOS
Segurança de todos os dispositivos físicos conectados à intranet da empresa (laptops, servidores, smartphones, tatblets, etc). Entre as soluções possíveis para o combate a estes ataques, destaca-se as firewalls, actualizações sistemáticas, softwares contra arquivos nocivos e ainda a utilização de VPN's ou sofwares de protecção.

4. SEGURANÇA DE APLICAÇÕES
Evita que os dados e códigos dos softwares críticos para as empresas (tanto em uso, como em desenvolvimento) sejam roubados ou danificados. Nesta fase são aplicados recursos como o penetration testing e a criptografia.

5. SEGURANÇA DE DADOS
Protege o armazenamento e transferência de dados. Reforçar os sistemas e acessos através de autenticação com múltiplos factores: passwords mais fortes, gestão de acessos por parte dos funcionários da empresa, etc.




"Tal como tranca a porta de casa quando sai, deve proteger a sua rede e computador através da cibersegurança."



 

Como se proteger de um ciberataque?

 
Para o Indivíduo:
1. Use palavras-passe fortes;
2. Actualize regularmente o software dos seus equipamentos;
3. Gira as definições de privacidade e segurança das suas redes sociais;
4. Utilize VPN quando trabalha a partir de casa;
5. Faça backups regulares;
6. Eduque os seus filhos sobre o uso seguro da internet.

Para as Organizações:
1. Instale um software de cibersegurança robusto em todos os dispositivos da organização;
2. Dê formação aos seus colaboradores sobre os diferentes perigos e técnicas de ciberataque existentes. Explique o que fazer e não fazer nestas situações;
3. Mantenha os seus softwares e sistemas actualizados;
4. Faça backups regulares dos seus dados e ficheiros;
5. Controle os sistemas de acesso e gira um sistema de permissões;
6. Considere um seguro que cubra ciberataques.



A importância do Blockchain:
O Blockchain é uma das tecnologias mais utilizadas para combater os ataques cibernéticos, aumentando os níveis de confiança entre os dispositivos que existem numa determinada rede ou reduzir os riscos de adulteração de dados.

Fonte:Deloitte



A Estratégia da União Europeia


Segundo a Comissão Europeia, a transformação digital da sociedade, fortemente acelerada durante a crise do coronavírus, multiplicou e diversificou as ameaças e está na origem de novos desafios, que exigem respostas adaptadas e inovadoras. Neste sentido, a Comissão Europeia desenvolveu uma nova estratégia.

A nova estratégia de cibersegurança tem por objectivo preservar uma internet global e aberta, mediante a utilização e o reforço de todos os instrumentos e recursos disponíveis, a fim de garantir a segurança e proteger os valores europeus e os direitos fundamentais de cada um de nós.

Assim, a estratégia de cibersegurança da União Europeia tem em vista:

- Criação de um ciberescudo à escala da UE, composto por centros de operações de segurança que utilizam a IA e a aprendizagem automática para detectar indícios precoces de ciberataques iminentes e permitem adoptar medidas antes que sejam causados quaisquer danos;
- Uma ciberunidade conjunta que reunirá todas as comunidades de cibersegurança a fim de lhes permitir partilhar as respectivas percepções das ameaças e reagir colectivamente;
- Soluções europeias com vista a reforçar a segurança da Internet à escala mundial, incluindo um serviço público europeu de resolução de nomes de domínios;
- Um conjunto mais sólido de instrumentos de ciberdiplomacia a nível da UE para prevenir, dissuadir e dar resposta aos ciberataques;
- Uma cooperação reforçada em matéria de cibersegurança, nomeadamente graças à revisão do Quadro Estratégico da UE para a Ciberdefesa;
- Um programa de acção das Nações Unidas para gerir a segurança internacional do ciberespaço;
- Ciberdiálogos mais numerosos e mais robustos com os países terceiros e as organizações regionais e internacionais, incluindo a NATO;
- Um programa de reforço das cibercapacidades externas da UE e um comité interinstitucional da UE para o reforço das cibercapacidades, a fim de aumentar a eficácia e a eficiência do processo de reforço das cibercapacidades, a fim de reforço das cibercapacidades externas da UE.

Fonte: European Commission

 

 

Factores que tornam o mercado da Cibersegurança interessantes aos investidores:


1) Até 2050, prevê-se que o número de pessoas que vivem nas cidades duplique e impulsione os gastos com serviços de segurança.1

2) A segurança está a afectar todos os aspectos da vida quotidiana desde a protecção contra os ciber ataques, à protecção de infraestruturas vitais para a segurança alimentar e a segurança pessoal.

3) Sentir-se seguro é uma necessidade humana fundamental. Prevê-se que o mercado global de segurança valha 500 mil milhões de dólares.2

1UN World Urbanization, 2014
2BoAML, «Safer world - global safety and security» Special ESG report, 2012 | Fonte: Pictet







Como investir?

 

No Banco Invest poderá ganhar exposição à cibersegurança através dos fundos de investimento:
 

INVEST TREND SEGURANÇA
ALLIANZ CYBER SECURITY EUR ACC
PICTET SECURITY R EUR

 
ou dos ETF’s:


FIRST TRUST NASDAQ CYBERSECURITY
ISHARES CYBERSECURITY AND TECH ETF
INVESCO AEROSPACE & DEFENSE ETF


















ACESSO INVEST ONLINE
Este site utiliza cookies para funcionar correctamente. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. SABER MAIS Concordo