FIQUE A PARAcompanhe os destaques e principais tendências do dia que influenciam as bolsas em todo o mundo.
Outlook Análise Técnica Research Investimento Educação
25.01.2022 16:49
Análise Técnica
Update: S&P500
S&P500 @ 4323 O índice reagiu positivamente à zona dos 4300,  mas a abertura de hoje, na sombra da vela da sessão de ontem, sugere cautelas. Uma reacção positiva aqui pode trazer uma recuperação forte e rápida, com destaque para os 4500 como objectivo mais expectável. Por outro lado, abaixo dos 23.6% (4200), o suporte seguinte está no intervalo 3700/800. O gráifco horário apoia a ideia de uma recuperação de curto prazo desde que o preço se mantenha acima dos 4300.   Análise Anterior: S&P500 @ 4483 (fecho de quinta-feita) Mais uma abertura em “gap up”, mais uma tentativa falhada de testar os máximos da sessão anterior, e um final de sessão de acordo com os sinais dados nas últimas 2 semanas. O preço aproxima-se rapidamente da exponencial dos 200 dias (nosso objectivo para este movimento – considerámos 4418, entrada @ 4698), mas a quebra dos 4550 depois de 2 “rallies” falhados, abre a possibilidade de uma ida aos 4300 já neste movimento de baixa. Sugerimos para já uma alteração do “stop” para os 4558 (garantindo 4X o risco inicial).  Depois da abertura do mercado, se o índice fizer um fecho horário abaixo dos 4488, faríamos nova alteração do “stop” para os 4523 (5x o risco inicial). A quebra em negociação dos 4453, levaria a uma última alteração para os 4488 (6x). O objectivo final para este plano está nos 4418 (8x).   Análise Anterior: S&P500 @ 4586 Ontem o índice marcou novo mínimo de fecho no gráfico diário e quebrou de forma convincente a “neckline” que apresentamos. A 1ª zona de referência como resistência está no intervalo 4615/25, que não chegou a ser testada. Também o MACD horário abre a possibilidade de um movimento ascendente de curto prazo, pelo que a possibilidade de reforçar a posição sugerida no passado dia 13 (conforme referido ontem) tem de ser adiada. Por outro lado, faz também sentido alterar o “stop” para os 4628 (garantindo 2X o risco inicial).     Análise Anterior: S&P500 @ 4602 A recuperação do S&P500 ficou aquém da nossa primeira zona técnica, nos 4670. Lembramos que o 2º plano sugerido continua perfeitamente válido e o objectivo pode sair da sessão de hoje com validade reforçada se a linha de tendência que destacamos for quebrada com volume. Esperamos um teste à exponencial dos 200 dias (objectivo nos 4418) ou a reconquista dos 4670 (o nosso “stop” já está no “breakeven” – Entrada @ 4698). A quebra da “neckline” que identificamos no gráfico, abre a possibilidade de um novo plano de venda, pelo estaremos atentos nas próximas horas à reacção do preço nessa zona.     Análise Anterior: S&P500 @ 4659 (fecho de quinta-feira) O fecho de ontem  abaixo dos 4670 reforça o bias negativo no curto prazo, de qualquer forma, sugerimos a alteração do “stop” do 1º plano para o “breakeven” e do 2º plano para os 4715.5 (reduzindo o risco inicial para metade) – recordamos a entrada em ambos nos 4698. Mantemos o 1º objectivo nos 4578, pelo que se o índice quebrar os 4630 em negociação, fará sentido alterar para um “protect-profit-stop” nos 4658. A quebra dos 4618 permitiria nova alteração para os 4638 e a quebra dos 4598, uma última alteração para os 4618. No 2º plano iremos apenas sugerir uma nova alteração se o índice voltar a fechar hoje abaixo dos 4570, neste caso para o “breakeven”.     Análise Anterior: S&P500 @ 4698 O S&P500 quebrou de forma clara os 4700. Depois de rejeitar duas aberturas acima dos 4728 (“golden retracement”), o MACD horário está a inverter em baixa (sinal por confirmar), o oscilador já o confirmou e o preço já voltou para baixo do “breakout” de há duas sessões (4713). Podemos sugerir uma entrada nos níveis actuais (4698), com dois planos diferentes:   - Como 1º objectivo defendemos os 4578 e o “stop” ficará nos 4718 (rácio Retorno/risco de 6 e 1/32 do risco máximo)   - O 2º objectivo está nos 4418 e iremos usar os 4733 como “stop” (rácio Retorno/risco de 8 e 1/32 do risco máximo). Análise anterior: S&P500 @4740   O S&P500 voltou a aguentar os suportes de curto prazo. Se por um lado o sector tecnológico (grande suporte de todo o movimento de alta) mostra fraqueza e constatamos várias divergências negativas entre o índice e os indicadores que utilizamos, a direcção do preço ainda se mantém clara     A zona dos 4700 é uma referências já há várias semanas, a reconquista desta zona permite um bias mais positivo, no entanto, a abertura de hoje, denotando alguma euforia (numa zona de resistência - 4744/66), obriga a esperar novo teste aos 4700 ou pelo menos à zona de fecho de ontem (4713).     Para a sessão de hoje, teremos especial atenção à zona dos 4725 como suporte e para os 4744 e 4766 como resistências.         Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
21.01.2022 09:18
Análise Técnica
Update: EUROSTOXX50
Eurostoxx50 @ 4227  Depois do fecho de ontem novamente junto aos 4300, a abertura de hoje coloca o índice no extremo oposto da consolidação das últimas sessões. A sustentação abaixo dos 4230/66 sugere um teste à exponencial dos 200 dias (na zona dos 4100). A confirmar-se esta possibildade, também o Eurostoxx passa a estar com um claro bias negativo.     Análise Anterior: Eurostoxx50 @ 4252  A índice aguentou apenas uma semana cima dos 4300 e a quebra dessa zona trouxe o esperado teste ao suporte de curto prazo (4230/66). A sustentação acima desta zona pode trazer novamente um bias mais positivo, mas se tal não acontecer, a exponencial dos 200 dias será o próximo patamar a ser testado (hoje nos 4103). Fazemos notar a existência de um suporte intermédio no intervalo 4165/75.     Análise Anterior: Eurostoxx50 @ 4343  O índice começou o ano com um “gap up” que nos define já uma primeira referência para as próximas semanas. Manteremos um bias positivo enquanto o preço se mantiver acima desta zona. A abordagem continuará componente a componente, até uma quebra desta referência (definimos para simplicar os 4300 como essa referência). A quebra deste nível poderá trazer um recuo e um teste aos suportes: 4230/66 como suporte de curto prazo e em seguida a exponencial dos 200 dias nos 4080.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
21.01.2022 09:15
Análise Técnica
Update: S&P500
S&P500 @ 4483 (fecho de quinta-feita) Mais uma abertura em “gap up”, mais uma tentativa falhada de testar os máximos da sessão anterior, e um final de sessão de acordo com os sinais dados nas últimas 2 semanas. O preço aproxima-se rapidamente da exponencial dos 200 dias (nosso objectivo para este movimento – considerámos 4418, entrada @ 4698), mas a quebra dos 4550 depois de 2 “rallies” falhados, abre a possibilidade de uma ida aos 4300 já neste movimento de baixa. Sugerimos para já uma alteração do “stop” para os 4558 (garantindo 4X o risco inicial).  Depois da abertura do mercado, se o índice fizer um fecho horário abaixo dos 4488, faríamos nova alteração do “stop” para os 4523 (5x o risco inicial). A quebra em negociação dos 4453, levaria a uma última alteração para os 4488 (6x). O objectivo final para este plano está nos 4418 (8x).   Análise Anterior: S&P500 @ 4586 Ontem o índice marcou novo mínimo de fecho no gráfico diário e quebrou de forma convincente a “neckline” que apresentamos. A 1ª zona de referência como resistência está no intervalo 4615/25, que não chegou a ser testada. Também o MACD horário abre a possibilidade de um movimento ascendente de curto prazo, pelo que a possibilidade de reforçar a posição sugerida no passado dia 13 (conforme referido ontem) tem de ser adiada. Por outro lado, faz também sentido alterar o “stop” para os 4628 (garantindo 2X o risco inicial).     Análise Anterior: S&P500 @ 4602 A recuperação do S&P500 ficou aquém da nossa primeira zona técnica, nos 4670. Lembramos que o 2º plano sugerido continua perfeitamente válido e o objectivo pode sair da sessão de hoje com validade reforçada se a linha de tendência que destacamos for quebrada com volume. Esperamos um teste à exponencial dos 200 dias (objectivo nos 4418) ou a reconquista dos 4670 (o nosso “stop” já está no “breakeven” – Entrada @ 4698). A quebra da “neckline” que identificamos no gráfico, abre a possibilidade de um novo plano de venda, pelo estaremos atentos nas próximas horas à reacção do preço nessa zona.     Análise Anterior: S&P500 @ 4659 (fecho de quinta-feira) O fecho de ontem  abaixo dos 4670 reforça o bias negativo no curto prazo, de qualquer forma, sugerimos a alteração do “stop” do 1º plano para o “breakeven” e do 2º plano para os 4715.5 (reduzindo o risco inicial para metade) – recordamos a entrada em ambos nos 4698. Mantemos o 1º objectivo nos 4578, pelo que se o índice quebrar os 4630 em negociação, fará sentido alterar para um “protect-profit-stop” nos 4658. A quebra dos 4618 permitiria nova alteração para os 4638 e a quebra dos 4598, uma última alteração para os 4618. No 2º plano iremos apenas sugerir uma nova alteração se o índice voltar a fechar hoje abaixo dos 4570, neste caso para o “breakeven”.     Análise Anterior: S&P500 @ 4698 O S&P500 quebrou de forma clara os 4700. Depois de rejeitar duas aberturas acima dos 4728 (“golden retracement”), o MACD horário está a inverter em baixa (sinal por confirmar), o oscilador já o confirmou e o preço já voltou para baixo do “breakout” de há duas sessões (4713). Podemos sugerir uma entrada nos níveis actuais (4698), com dois planos diferentes:   - Como 1º objectivo defendemos os 4578 e o “stop” ficará nos 4718 (rácio Retorno/risco de 6 e 1/32 do risco máximo)   - O 2º objectivo está nos 4418 e iremos usar os 4733 como “stop” (rácio Retorno/risco de 8 e 1/32 do risco máximo). Análise anterior: S&P500 @4740   O S&P500 voltou a aguentar os suportes de curto prazo. Se por um lado o sector tecnológico (grande suporte de todo o movimento de alta) mostra fraqueza e constatamos várias divergências negativas entre o índice e os indicadores que utilizamos, a direcção do preço ainda se mantém clara     A zona dos 4700 é uma referências já há várias semanas, a reconquista desta zona permite um bias mais positivo, no entanto, a abertura de hoje, denotando alguma euforia (numa zona de resistência - 4744/66), obriga a esperar novo teste aos 4700 ou pelo menos à zona de fecho de ontem (4713).     Para a sessão de hoje, teremos especial atenção à zona dos 4725 como suporte e para os 4744 e 4766 como resistências.         Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
20.01.2022 09:50
Invest Monthly
Janeiro de 2022
Indicadores Económicos   Os indicadores económicos continuam a evidenciar expansão da actividade económica nos países desenvolvidos. Apesar dos problemas de abastecimento, pressões inflacionistas e do ressurgimento da pandemia, a actividade mantém-se dinâmica. Na Zona Euro, os valores preliminares dos PMIs Manufacturing e Services de Dezembro registaram 58 pontos (face aos 57,8 pontos estimados) e 53,3 pontos (face aos 54,3 pontos estimados), respetivamente. Contudo, os problemas de abastecimento no sector industrial provocaram uma diminuição da produção automóvel pelo terceiro mês consecutivo. Nos serviços, as expectativas deterioraram-se devido à vaga de Covid-19.   Nos Estados Unidos, os valores preliminares dos PMIs Manufacturing e Services referentes ao mês de Dezembro situaram-se nos 57,8 (face aos 58,5 pontos estimados) e 57,5 (face aos 58,8 pontos estimados), respetivamente. A taxa de inflação fixou-se nos 6,8%, ficando em linha com as expectativas dos economistas. Mesmo excluindo os componentes mais voláteis como a alimentação e energia, a taxa de inflação core alcançou os 4,9%, também em linha com as estimativas. Evolução dos Mercados Accionistas Dezembro foi um mês de subida para a maioria dos principais índices de acções. Na Europa, os índices DAX-30 e o EuroStoxx-50 registaram ganhos expressivos de 5,2% e 5,8%, respectivamente. Nos EUA, os índices S&P-500 e o Nasdaq-100 terminaram com uma valorização 4,4% e 1,1%, respectivamente. A nível nacional, o índice PSI-20 subiu 2,5%. As maiores valorizações do mês foram as da Altri (14,5%), Ramada Investimentos (11,0%) e CTT (9,9%). Índices Accionistas   Os mercados accionistas estiveram condicionados pela rápida transmissibilidade da nova variante Ómicron e pelo aumento das restrições em vários países europeus. No entanto, as notícias sobre a eficácia encorajadora das vacinas e a menor letalidade desta variante moderaram a gravidade do impacto esperado na economia e reavivaram parte dos ânimos dos investidores. Destaque para o medicamento da Pfizer que se poderá tomar em casa, para combater os sintomas da Covid-19, e que foi aprovado de emergência pelo regulador americano de saúde (FDA) para pessoas de elevado risco.   Na última reunião, o Banco Central Europeu (BCE) garantiu que irá finalizar o programa de emergência (PEPP) em Março de 2022, mas para compensar irá aumentar o ritmo de compra de obrigações. Neste sentido, o BCE irá aumentar as compras mensais para EUR 40 MM (vs actualmente EUR 20 MM), EUR 30 MM no terceiro trimestre e de volta aos EUR 20 MM a partir do quarto trimestre. O BCE manteve as taxas de juro directoras inalteradas e Christine Lagarde voltou a reforçar que é muito improvável haver uma subida das taxas em 2022. Taxas de Juro   Surpreendentemente, o Banco de Inglaterra (BoE) subiu a taxa de juro directora pela primeira vez em três anos, pondo de lado os receios em relação à nova variante do vírus para combater a taxa de inflação mais elevada da última década. O primeiro grande banco central a subir a sua taxa de referência desde que começou a pandemia, optou por aumentar o custo de financiamento em 15 pontos base para 0,25%. No entanto, o BoE decidiu manter o programa de compra de obrigações, mantendo também o limite de GBP 895 MM no montante total de compras.   Na última reunião monetária, a Reserva Federal norte-americana (FED) decidiu aumentar o ritmo de redução do programa de compra de activos para USD 30 MM a partir de Janeiro, o que levará a uma compra total de USD 60 MM nesse mês, e mantendo este ritmo de redução, comprará USD 30 MM em Fevereiro e deixará de comprar obrigações em Março, abrindo assim a possibilidade para começar a subir as taxas de juro no resto do ano. Na reunião anterior, o banco central tinha reduzido a compra de obrigações mensais em 15 MM, que levou a uma compra de USD 105 MM no final de Novembro e USD 90 MM em Dezembro.  O presidente da FED, Jerome Powell sinalizou que a inflação é agora o inimigo número um contra a preservação da expansão económica e do retorno do mercado de trabalho aos níveis pré-pandémicos.   Taxa de Câmbio Commodities   Obs: Cotações a 31/12/2021. Fonte: Bloomberg. Banco Invest De modo a estimular a economia, a China cortou a taxa de referência a um ano de 3,85% para 3,80%. É o primeiro corte desde Abril de 2020. No início de Dezembro o banco central já tinha diminuído a quantidade de reservas que os bancos necessitam de ter de modo a injectar liquidez na economia. Alocação de Activos As carteiras encerraram o mês de Dezembro com uma valorização de 2,4%, menos 100bp do que o respectivo benchmark (3,4%). Nos últimos doze meses, a valorização ascende a 9,2%, contra os 15,4% registados pelo benchmark. O último mês do ano revelou-se positivo para os mercados acionistas. Nos Estados-Unidos, o índice S&P-500 valorizou 4,4%, fechando o ano em máximos históricos. Na Europa, o índice EuroStoxx-50 subiu 5,8%, e, entre os mercados emergentes, o índice global dos emergentes (MSCI EM) subiu 1,6%. Parte destas subidas generalizadas são explicadas pelo optimismo gerado pelas recentes informações sobre a menor gravidade da variante ómicron que, apesar da sua rápida propagação, parece ser menos severa que as estirpes anteriores. Nos Estados Unidos, depois da inflação subir 6,8%, o valor mais alto desde 1982, o presidente da FED, Jerome Powell, afirmou que é esperado haver múltiplas subidas da taxa de juro em 2022 e que irá acelerar o ritmo da redução mensal do programa de compra de activos. Desta forma, o programa de compras é esperado terminar em Março de 2022, vários meses antes em comparação com o calendário anterior. Já na Europa, Lagarde veio dizer que é muito improvável uma subida da taxa de juro na Europa e que o programa de compra de emergência pandémica (PEPP) é esperado acabar no final de Março de 2022. No entanto, o programa de compra de activos (APP) é esperado continuar até pelo menos 2023. Na componente das obrigações, destaque pela positiva do segmento de High Yield que subiu +1,5% (EurH) enquanto que o segmento de Investment Grade global desceu -0,3% (EurH). As carteiras beneficiaram da subida dos mercados acionistas e da redução dos spreads de crédito nas obrigações. No mês de Dezembro, reforçaram-se as posições em acções europeias, de forma a aproveitar as quedas no inicio do mês. Entre os emergentes, abriu-se uma posição no mercado acionista do Vietnam, uma economia com perspectivas positivas nos próximos anos. Estratégia de Investimento Alocação de Activos Rendibilidade Histórica Invest - Dinâmico Disclaimer: A informação contida neste documento tem um carácter exclusivamente informativo e particular. A informação foi obtida junto de fontes consideradas fiáveis, não sendo, contudo, possível garantir a sua precisão. As opiniões expressas são da inteira responsabilidade dos seus autores, reflectindo apenas os seus pontos de vista, os quais podem não ser coincidentes com opiniões expressas por outras áreas do Banco Invest, SA. O Banco Invest, SA rejeita qualquer responsabilidade por eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente, da utilização da informação referida neste documento. O Banco Invest, SA e os seus colaboradores poderão deter posições em qualquer activo mencionado neste documento. A reprodução de parte ou totalidade desta publicação é permitida, sujeita a indicação da fonte. Relativamente ao produto “Invest – Dinâmico”, as taxas de rendibilidade apresentadas são líquidas de comissões de gestão e correspondem à mediana das rendibilidades das carteiras sobre gestão discricionária no perfil “Dinâmico”. As rendibilidades dos índices que compõem o Benchmark são obtidas junto da Bloomberg. Taxas de rendibilidade e risco calculadas com base na cotação dos diversos ativos a 31-Dez-21. Rendibilidades passadas não constituem garantia de rendibilidades futuras. A rendibilidade do investimento depende da evolução dos ativos detidos em Carteira, e pode ser influenciada por factores políticos, económicos e financeiros, incluindo variações cambiais, que estão inter-relacionados, bem como por outros factores que afectam, genericamente, os mercados financeiros.  
19.01.2022 15:48
Análise Técnica
Update: S&P500
S&P500 @ 4586 Ontem o índice marcou novo mínimo de fecho no gráfico diário e quebrou de forma convincente a “neckline” que apresentamos. A 1ª zona de referência como resistência está no intervalo 4615/25, que não chegou a ser testada. Também o MACD horário abre a possibilidade de um movimento ascendente de curto prazo, pelo que a possibilidade de reforçar a posição sugerida no passado dia 13 (conforme referido ontem) tem de ser adiada. Por outro lado, faz também sentido alterar o “stop” para os 4628 (garantindo 2X o risco inicial).     Análise Anterior: S&P500 @ 4602 A recuperação do S&P500 ficou aquém da nossa primeira zona técnica, nos 4670. Lembramos que o 2º plano sugerido continua perfeitamente válido e o objectivo pode sair da sessão de hoje com validade reforçada se a linha de tendência que destacamos for quebrada com volume. Esperamos um teste à exponencial dos 200 dias (objectivo nos 4418) ou a reconquista dos 4670 (o nosso “stop” já está no “breakeven” – Entrada @ 4698). A quebra da “neckline” que identificamos no gráfico, abre a possibilidade de um novo plano de venda, pelo estaremos atentos nas próximas horas à reacção do preço nessa zona.     Análise Anterior: S&P500 @ 4659 (fecho de quinta-feira) O fecho de ontem  abaixo dos 4670 reforça o bias negativo no curto prazo, de qualquer forma, sugerimos a alteração do “stop” do 1º plano para o “breakeven” e do 2º plano para os 4715.5 (reduzindo o risco inicial para metade) – recordamos a entrada em ambos nos 4698. Mantemos o 1º objectivo nos 4578, pelo que se o índice quebrar os 4630 em negociação, fará sentido alterar para um “protect-profit-stop” nos 4658. A quebra dos 4618 permitiria nova alteração para os 4638 e a quebra dos 4598, uma última alteração para os 4618. No 2º plano iremos apenas sugerir uma nova alteração se o índice voltar a fechar hoje abaixo dos 4570, neste caso para o “breakeven”.     Análise Anterior: S&P500 @ 4698 O S&P500 quebrou de forma clara os 4700. Depois de rejeitar duas aberturas acima dos 4728 (“golden retracement”), o MACD horário está a inverter em baixa (sinal por confirmar), o oscilador já o confirmou e o preço já voltou para baixo do “breakout” de há duas sessões (4713). Podemos sugerir uma entrada nos níveis actuais (4698), com dois planos diferentes:   - Como 1º objectivo defendemos os 4578 e o “stop” ficará nos 4718 (rácio Retorno/risco de 6 e 1/32 do risco máximo)   - O 2º objectivo está nos 4418 e iremos usar os 4733 como “stop” (rácio Retorno/risco de 8 e 1/32 do risco máximo). Análise anterior: S&P500 @4740   O S&P500 voltou a aguentar os suportes de curto prazo. Se por um lado o sector tecnológico (grande suporte de todo o movimento de alta) mostra fraqueza e constatamos várias divergências negativas entre o índice e os indicadores que utilizamos, a direcção do preço ainda se mantém clara     A zona dos 4700 é uma referências já há várias semanas, a reconquista desta zona permite um bias mais positivo, no entanto, a abertura de hoje, denotando alguma euforia (numa zona de resistência - 4744/66), obriga a esperar novo teste aos 4700 ou pelo menos à zona de fecho de ontem (4713).     Para a sessão de hoje, teremos especial atenção à zona dos 4725 como suporte e para os 4744 e 4766 como resistências.         Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
18.01.2022 15:39
Análise Técnica
Update: S&P500
S&P500 @ 4602 A recuperação do S&P500 ficou aquém da nossa primeira zona técnica, nos 4670. Lembramos que o 2º plano sugerido continua perfeitamente válido e o objectivo pode sair da sessão de hoje com validade reforçada se a linha de tendência que destacamos for quebrada com volume. Esperamos um teste à exponencial dos 200 dias (objectivo nos 4418) ou a reconquista dos 4670 (o nosso “stop” já está no “breakeven” – Entrada @ 4698). A quebra da “neckline” que identificamos no gráfico, abre a possibilidade de um novo plano de venda, pelo estaremos atentos nas próximas horas à reacção do preço nessa zona.     Análise Anterior: S&P500 @ 4659 (fecho de quinta-feira) O fecho de ontem  abaixo dos 4670 reforça o bias negativo no curto prazo, de qualquer forma, sugerimos a alteração do “stop” do 1º plano para o “breakeven” e do 2º plano para os 4715.5 (reduzindo o risco inicial para metade) – recordamos a entrada em ambos nos 4698. Mantemos o 1º objectivo nos 4578, pelo que se o índice quebrar os 4630 em negociação, fará sentido alterar para um “protect-profit-stop” nos 4658. A quebra dos 4618 permitiria nova alteração para os 4638 e a quebra dos 4598, uma última alteração para os 4618. No 2º plano iremos apenas sugerir uma nova alteração se o índice voltar a fechar hoje abaixo dos 4570, neste caso para o “breakeven”.     Análise Anterior: S&P500 @ 4698 O S&P500 quebrou de forma clara os 4700. Depois de rejeitar duas aberturas acima dos 4728 (“golden retracement”), o MACD horário está a inverter em baixa (sinal por confirmar), o oscilador já o confirmou e o preço já voltou para baixo do “breakout” de há duas sessões (4713). Podemos sugerir uma entrada nos níveis actuais (4698), com dois planos diferentes:   - Como 1º objectivo defendemos os 4578 e o “stop” ficará nos 4718 (rácio Retorno/risco de 6 e 1/32 do risco máximo)   - O 2º objectivo está nos 4418 e iremos usar os 4733 como “stop” (rácio Retorno/risco de 8 e 1/32 do risco máximo). Análise anterior: S&P500 @4740   O S&P500 voltou a aguentar os suportes de curto prazo. Se por um lado o sector tecnológico (grande suporte de todo o movimento de alta) mostra fraqueza e constatamos várias divergências negativas entre o índice e os indicadores que utilizamos, a direcção do preço ainda se mantém clara     A zona dos 4700 é uma referências já há várias semanas, a reconquista desta zona permite um bias mais positivo, no entanto, a abertura de hoje, denotando alguma euforia (numa zona de resistência - 4744/66), obriga a esperar novo teste aos 4700 ou pelo menos à zona de fecho de ontem (4713).     Para a sessão de hoje, teremos especial atenção à zona dos 4725 como suporte e para os 4744 e 4766 como resistências.         Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
18.01.2022 08:50
Análise Técnica
Update: EUROSTOXX50
Eurostoxx50 @ 4252  A índice aguentou apenas uma semana cima dos 4300 e a quebra dessa zona trouxe o esperado teste ao suporte de curto prazo (4230/66). A sustentação acima desta zona pode trazer novamente um bias mais positivo, mas se tal não acontecer, a exponencial dos 200 dias será o próximo patamar a ser testado (hoje nos 4103). Fazemos notar a existência de um suporte intermédio no intervalo 4165/75.     Análise Anterior: Eurostoxx50 @ 4343  O índice começou o ano com um “gap up” que nos define já uma primeira referência para as próximas semanas. Manteremos um bias positivo enquanto o preço se mantiver acima desta zona. A abordagem continuará componente a componente, até uma quebra desta referência (definimos para simplicar os 4300 como essa referência). A quebra deste nível poderá trazer um recuo e um teste aos suportes: 4230/66 como suporte de curto prazo e em seguida a exponencial dos 200 dias nos 4080.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
14.01.2022 15:50
Análise Técnica
Update: Nasdaq 100
Nasdaq100 @ 15515 O índice tecnológico desenhou uma recuperação muita rápida desde a nossa última nota, acabando por testar a exponencial de 200 períodos bastante esgotado. O sinal de venda no MACD ganha outra importância quando o preço está a testar o suporte dos últimos meses. A sustentação abaixo dos 15500 reforçaria e muito, o bias negativo do índice tecnológico.   Análise Anterior: Nasdaq100 @ 15772 (fecho de quarta-feira) O índice tecnológico confirmou claramente as nossas expectativas e está agora muito próximo da base do “range” dos últimos meses (e do nosso objectivo). Vamos alterar novamente o “stop”, agora para os 15850 (garantindo 5X o risco inicial), mantendo o objectivo final nos 15650. Estaremos atentos à reacção no suporte e à possibilidade de elaboração de um novo plano, desta vez no sentido inverso. A exponencial dos 200 dias, por testar há meses, poderá ser visitada este trimestre, mas para já manda o “range” dos últimos meses…     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 16222 O índice parece ter iniciado o movimento esperado, mas já não faz sentido reconquistar a base anterior no gráfico horário (16322/5), pelo que sugerimos uma alteração do “stop” para o “breakeven”…     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 16350 O índice tecnológico (com destaque para as FAANG) tem sido o garante da toada de alta dos últimos anos, pelo que é relevante o padrão desde finais de Outubro. Mesmo com a ajuda dos seus maiores componentes, o índice continua a mostrar alguma dificuldade em fazer novos máximos e até de sustentar acima dos 16400, durante mais do que uma ou duas sessões consecutivas. Para já não faz grande sentido antecipar grandes inversões, mas para o curto prazo é expectável que o preço continue na banda onde tem estado a consolidar – 15600/16400. O gráfico horário sugere novo movimento de baixo pelo que sugerimos uma entrada nos níveis actuais (16350), com um “stop” nos 16450 e como objectivo, os 15650. Continuamos com 1/16 do risco habitual.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
14.01.2022 14:22
Análise Técnica
Update: S&P500
S&P500 @ 4659 (fecho de quinta-feira) O fecho de ontem  abaixo dos 4670 reforça o bias negativo no curto prazo, de qualquer forma, sugerimos a alteração do “stop” do 1º plano para o “breakeven” e do 2º plano para os 4715.5 (reduzindo o risco inicial para metade) – recordamos a entrada em ambos nos 4698. Mantemos o 1º objectivo nos 4578, pelo que se o índice quebrar os 4630 em negociação, fará sentido alterar para um “protect-profit-stop” nos 4658. A quebra dos 4618 permitiria nova alteração para os 4638 e a quebra dos 4598, uma última alteração para os 4618. No 2º plano iremos apenas sugerir uma nova alteração se o índice voltar a fechar hoje abaixo dos 4570, neste caso para o “breakeven”.     Análise Anterior: S&P500 @ 4698 O S&P500 quebrou de forma clara os 4700. Depois de rejeitar duas aberturas acima dos 4728 (“golden retracement”), o MACD horário está a inverter em baixa (sinal por confirmar), o oscilador já o confirmou e o preço já voltou para baixo do “breakout” de há duas sessões (4713). Podemos sugerir uma entrada nos níveis actuais (4698), com dois planos diferentes:   - Como 1º objectivo defendemos os 4578 e o “stop” ficará nos 4718 (rácio Retorno/risco de 6 e 1/32 do risco máximo)   - O 2º objectivo está nos 4418 e iremos usar os 4733 como “stop” (rácio Retorno/risco de 8 e 1/32 do risco máximo). Análise anterior: S&P500 @4740   O S&P500 voltou a aguentar os suportes de curto prazo. Se por um lado o sector tecnológico (grande suporte de todo o movimento de alta) mostra fraqueza e constatamos várias divergências negativas entre o índice e os indicadores que utilizamos, a direcção do preço ainda se mantém clara     A zona dos 4700 é uma referências já há várias semanas, a reconquista desta zona permite um bias mais positivo, no entanto, a abertura de hoje, denotando alguma euforia (numa zona de resistência - 4744/66), obriga a esperar novo teste aos 4700 ou pelo menos à zona de fecho de ontem (4713).     Para a sessão de hoje, teremos especial atenção à zona dos 4725 como suporte e para os 4744 e 4766 como resistências.         Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
13.01.2022 18:16
Análise Técnica
Update: S&P500
S&P500 @ 4698 O S&P500 quebrou de forma clara os 4700. Depois de rejeitar duas aberturas acima dos 4728 (“golden retracement”), o MACD horário está a inverter em baixa (sinal por confirmar), o oscilador já o confirmou e o preço já voltou para baixo do “breakout” de há duas sessões (4713). Podemos sugerir uma entrada nos níveis actuais (4698), com dois planos diferentes:   - Como 1º objectivo defendemos os 4578 e o “stop” ficará nos 4718 (rácio Retorno/risco de 6 e 1/32 do risco máximo)   - O 2º objectivo está nos 4418 e iremos usar os 4733 como “stop” (rácio Retorno/risco de 8 e 1/32 do risco máximo). Análise anterior: S&P500 @4740   O S&P500 voltou a aguentar os suportes de curto prazo. Se por um lado o sector tecnológico (grande suporte de todo o movimento de alta) mostra fraqueza e constatamos várias divergências negativas entre o índice e os indicadores que utilizamos, a direcção do preço ainda se mantém clara     A zona dos 4700 é uma referências já há várias semanas, a reconquista desta zona permite um bias mais positivo, no entanto, a abertura de hoje, denotando alguma euforia (numa zona de resistência - 4744/66), obriga a esperar novo teste aos 4700 ou pelo menos à zona de fecho de ontem (4713).     Para a sessão de hoje, teremos especial atenção à zona dos 4725 como suporte e para os 4744 e 4766 como resistências.         Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
12.01.2022 15:23
Análise Técnica
S&P500
S&P500 @4740 O S&P500 voltou a aguentar os suportes de curto prazo. Se por um lado o sector tecnológico (grande suporte de todo o movimento de alta) mostra fraqueza e constatamos várias divergências negativas entre o índice e os indicadores que utilizamos, a direcção do preço ainda se mantém clara     A zona dos 4700 é uma referências já há várias semanas, a reconquista desta zona permite um bias mais positivo, no entanto, a abertura de hoje, denotando alguma euforia (numa zona de resistência - 4744/66), obriga a esperar novo teste aos 4700 ou pelo menos à zona de fecho de ontem (4713).     Para a sessão de hoje, teremos especial atenção à zona dos 4725 como suporte e para os 4744 e 4766 como resistências.         Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
06.01.2022 10:24
Análise Técnica
Update: Nasdaq 100
Nasdaq100 @ 15772 (fecho de quarta-feira) O índice tecnológico confirmou claramente as nossas expectativas e está agora muito próximo da base do “range” dos últimos meses (e do nosso objectivo). Vamos alterar novamente o “stop”, agora para os 15850 (garantindo 5X o risco inicial), mantendo o objectivo final nos 15650. Estaremos atentos à reacção no suporte e à possibilidade de elaboração de um novo plano, desta vez no sentido inverso. A exponencial dos 200 dias, por testar há meses, poderá ser visitada este trimestre, mas para já manda o “range” dos últimos meses…     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 16222 O índice parece ter iniciado o movimento esperado, mas já não faz sentido reconquistar a base anterior no gráfico horário (16322/5), pelo que sugerimos uma alteração do “stop” para o “breakeven”…     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 16350 O índice tecnológico (com destaque para as FAANG) tem sido o garante da toada de alta dos últimos anos, pelo que é relevante o padrão desde finais de Outubro. Mesmo com a ajuda dos seus maiores componentes, o índice continua a mostrar alguma dificuldade em fazer novos máximos e até de sustentar acima dos 16400, durante mais do que uma ou duas sessões consecutivas. Para já não faz grande sentido antecipar grandes inversões, mas para o curto prazo é expectável que o preço continue na banda onde tem estado a consolidar – 15600/16400. O gráfico horário sugere novo movimento de baixo pelo que sugerimos uma entrada nos níveis actuais (16350), com um “stop” nos 16450 e como objectivo, os 15650. Continuamos com 1/16 do risco habitual.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
05.01.2022 15:38
Análise Técnica
Update: Nasdaq 100
Nasdaq100 @ 16222 O índice parece ter iniciado o movimento esperado, mas já não faz sentido reconquistar a base anterior no gráfico horário (16322/5), pelo que sugerimos uma alteração do “stop” para o “breakeven”…     Análise Anterior: Nasdaq100 @ 16350 O índice tecnológico (com destaque para as FAANG) tem sido o garante da toada de alta dos últimos anos, pelo que é relevante o padrão desde finais de Outubro. Mesmo com a ajuda dos seus maiores componentes, o índice continua a mostrar alguma dificuldade em fazer novos máximos e até de sustentar acima dos 16400, durante mais do que uma ou duas sessões consecutivas. Para já não faz grande sentido antecipar grandes inversões, mas para o curto prazo é expectável que o preço continue na banda onde tem estado a consolidar – 15600/16400. O gráfico horário sugere novo movimento de baixo pelo que sugerimos uma entrada nos níveis actuais (16350), com um “stop” nos 16450 e como objectivo, os 15650. Continuamos com 1/16 do risco habitual.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
04.01.2022 16:08
Análise Técnica
Nasdaq 100
Nasdaq100 @ 16350 O índice tecnológico (com destaque para as FAANG) tem sido o garante da toada de alta dos últimos anos, pelo que é relevante o padrão desde finais de Outubro. Mesmo com a ajuda dos seus maiores componentes, o índice continua a mostrar alguma dificuldade em fazer novos máximos e até de sustentar acima dos 16400, durante mais do que uma ou duas sessões consecutivas. Para já não faz grande sentido antecipar grandes inversões, mas para o curto prazo é expectável que o preço continue na banda onde tem estado a consolidar – 15600/16400. O gráfico horário sugere novo movimento de baixo pelo que sugerimos uma entrada nos níveis actuais (16350), com um “stop” nos 16450 e como objectivo, os 15650. Continuamos com 1/16 do risco habitual.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
03.01.2022 15:28
Análise Técnica
EUROSTOXX50
Eurostoxx50 @ 4343  O índice começou o ano com um “gap up” que nos define já uma primeira referência para as próximas semanas. Manteremos um bias positivo enquanto o preço se mantiver acima desta zona. A abordagem continuará componente a componente, até uma quebra desta referência (definimos para simplicar os 4300 como essa referência). A quebra deste nível poderá trazer um recuo e um teste aos suportes: 4230/66 como suporte de curto prazo e em seguida a exponencial dos 200 dias nos 4080.   Disclaimer O presente documento é privado e confidencial, tendo sido preparado pelo Banco Invest, S.A. (“Banco Invest”). A informação contida neste documento tem carácter meramente informativo, sendo divulgada como mera ferramenta de apoio, não podendo desencadear, ou justificar, qualquer acção ou omissão, sustentar qualquer operação, nem substituir qualquer aferição ou julgamento próprios dos destinatários, sendo estes inteiramente responsáveis pelos actos e omissões que adoptem, bem como por toda e qualquer operação efectivada e relacionada, ainda que indirecta e remotamente, com o conteúdo do presente documento. Adverte-se, igualmente, os destinatários para o facto de este documento ter sido elaborado utilizando informação económica e financeira disponível ao público, e considerada fidedigna, não garantindo o Banco Invest a sua total precisão, sendo o seu conteúdo e as respectivas fontes susceptíveis de alteração em função de um qualquer factor que modifique os pressupostos que serviram de base à apresentação dos mesmos. O Banco Invest não assume, assim, qualquer responsabilidade por quaisquer eventuais danos ou prejuízos resultantes, directa ou indirectamente da utilização da informação referida neste documento, independentemente da forma ou natureza que possam vir a revestir. Mais se adverte que a presente informação não foi elaborada com nenhum objectivo específico e concreto de investimento, não assumindo o Banco Invest qualquer obrigação de resultado. Ademais, declara-se não existirem quaisquer situações de conflitos de interesses tendo por objecto, por um lado, o título e/ou emitente a que se reporta o presente documento e, por outro lado, o autor do presente documento ou o Banco Invest. O Banco Invest, ou os seus colaboradores, poderão deter, a qualquer momento, uma posição sujeita a alterações, em qualquer título referido neste documento. Não é permitida a reprodução total ou parcial deste documento, sem autorização prévia do Banco Invest.  
25.01.2022 12:42
ChartBook US Macro
24 de Janeiro de 2022
[ download ]
25.01.2022 12:41
ChartBook Forex
24 de Janeiro de 2022
[ download ]
25.01.2022 12:41
ChartBook EUR Macro
24 de Janeiro de 2022
[ download ]
25.01.2022 12:41
ChartBook Commodities
24 de Janeiro de 2022
[ download ]
25.01.2022 12:41
ChartBook Sectores
24 de Janeiro de 2022
[ download ]
25.01.2022 12:40
ChartBook PMI
24 de Janeiro de 2022
[ download ]
25.01.2022 12:39
Masterlist Portugal
24 de Janeiro de 2022
[ download ]
Entre os dias 1 e 24 de Janeiro, o sector financeiro foi o mais beneficiado dos ETFs, com entradas de $6,3 mil mn, tendo em conta que é o sector que mais beneficia num contexto de subida de taxas de juro. Estes foram os ETFs com os maiores "inflows": Em termos de avaliação, o sector financeiro tem um rácio "price-earnings" de 10,16 que é o mais reduzido entre os sectores que aumento ainda mais o seu apelo.
Para a semana uma meia dúzia de bancos centrais, incluindo o Banco de Inglaterra, estão previstos subirem as suas taxas de juro directoras e mais bancos centrais poderão seguir nos próximos meses. Até agora mais de uma dúzia de bancos centrais já subiram as suas taxas de juro directoras. O Banco Central Europeu será uma das excepções porque é improvável que suba as taxas de juro antes de 2023. A China também está a ir contra a corrente e tem cortado as suas taxas de juros para apoiar o crescimento económico.
Os pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos desceram 30 mil, na semana que terminou a 22 de Janeiro, para 260 mil aquém do esperado pelos economistas de 265 mil. Estavam assim, a 15 de Janeiro, o pagamento de 1,675 milhões de subsídios de desemprego, acima das previsões de 1,653 milhões.
A economia dos Estados Unidos cresceu a uma taxa anualizada de 6,9% no último trimestre de 2021, após uma expansão de 2,3% no terceiro trimestre, superando as previsões dos economistas de 5,5%.  Para 2021 como um todo, a economia cresceu 5,7%, o ritmo mais rápido desde 1984.
O índice Stoxx 600 desvaloriza apenas 0,32%, recuperando das quedas do início da sessão. O sector mais favorecido é o da banca com um ganho de 1,88% enquanto o sector tecnológico é o mais penalizado com uma queda de 1,93%. Estes são os principais destaques: • Banco de Sabadell (SAB SM): Lucro supera estimativa mais optimista - Resultado Líquido: €161 mn vs €39 mn Est. - Receita líquida com juros: €863 mn vs €861 mn Est. • Deutsche Bank (DB GY): O banco alemão atingiu o seu ano fiscal mais rentável da última década com o resultado líquido quadruplicando para €2,5 mil mn, ao defender a quota de mercado obtida no trading de obrigações. O Deutsche Bank espera exceder as previsões de receitas para 2022. • Siemens Gamesa (SGRE SM): A Siemens Energy pondera a integração total da Siemens Gamesa ao adquirir os restantes 30% que não detém. • STMicroelectronics (STM): O outlook e resultados superam estimativas. A empresa anunciou planos para duplicar os seus investimentos neste ano, impulsionado pela elevada procura, o que levou os seus lucros a superarem as expectativas trimestrais.
O euro negoceia em mínimos de dois meses em relação ao dólar, após o desfecho da reunião da Reserva Federal dos Estados Unidos ontem. As 'yields' das obrigações do Tesouro a 2 anos disparam para 1,20%, após o Presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos, Jerome Powell, ter assinalado um aumento das taxas de juro em Março.     O dólar DXY também atingiu um novo máximo de 18 meses. Este é o posicionamento dos investiores em dólares:
A Reserva Federal dos Estados Unidos disse ontem, que em breve poderá aumentar as taxas de juros pela primeira vez em mais de três anos, à medida que normaliza a sua política monetária. As principais mensagens foram as seguintes: 1) Um aumento de 25 pontos base provavelmente ocorrerá em Março o que era esperado e deixou claro que um aumento de 50 pontos base não está nos planos; 2) A Fed indicou que as compras mensais de activos de "Quantitative Easing" (QE) prosseguirão em apenas $30 mil mn em Fevereiro, indicando que o programa QE terminará em Março, tal como antecipado;  3) A redução do balanço (QT) não começará imediatamente mas provavelmente só após o início dos aumentos de taxa de juro. Em conclusão, a redução do balanço (QT ) é o oposto do programa QE porque enquanto o QE é responsável pelo excesso de dinheiro em circulação, o QT retira a liquidez do mercado o que é muito pior para os índices do que a subida de taxas. A Fed manifestou a sua intenção de o fazer mas não sabemos quando e a que ritmo.
Estamos cada vez mais perto de um futuro em que viveremos simultaneamente em dois mundos: o real e o virtual, que se interligam permanentemente. O metaverso está ainda numa fase inicial de desenvolvimento mas está a ganhar força nos planos de empresas como a Meta ou a Microsoft. Ainda nem sequer se sabe como funcionará ou se estará ao alcance dos utilizadores, mas o metaverso é já apontado como a próxima grande oportunidade do sector tecnológico. Uma prova disso é que as empresas a mencionarem a palavra "metaverso" nas conferências de apresentação de resultados do 3.º trimestre dispararam 349%, quando comparado com o trimestre anterior, e 1,100% após o anúncio do Facebook que iria mudar o seu nome para Meta devido à sua aposta no metaverso.
Ontem, a Reserva Federal norte-americana anunciou que é "apropriado" começar a subir "em breve" os juros directores, devido à persistente inflação acima dos 2% e à robustez do mercado laboral. A Fed indicou também que a compra de activos termina em Março e que começará a reduzir o seu balanço a partir do momento em que iniciar a subida dos juros que poderá ocorrer em todas as reuniões, ou seja, sete vezes este ano. O destaque de hoje vai novamente para os indicadores macroeconómicos nos Estados Unidos com a divulgação do PIB referente ao último trimestre de 2021, os pedidos semanais de subsídio de desemprego e encomendas de bens duradouros em Dezembro. Na Ásia, o índice Nikkei 225 afundou 3,11% e as praças chinesas também encerraram em queda após os lucros industriais na China terem descido de 9% em Novembro para 4,2% em Dezembro. A Samsung apresentou lucros trimestrais de $8,9 mil mn aquém dos $9,2 mil mn previstos pelos analistas. A empresa teve que acelerar o investimento em tecnologia de chips avançados para poder responder ao aumento da procura. As acções da Samsung desceram 2,73%. Os principais índices norte-americanos encerraram com leve quedas (Dow Jones: -0,38%, S&P 500: -0,15%, Nasdaq Composite: -0,02%), invertendo as quedas após o discurso de Jerome Powell, presidente da Reserva Federal.   Dados Macroeconómicos:  01h30: Lucros Industriais (Dez)   07h00: Confiança do Consumidor GfK (Fev)  08h00: Taxa de Desemprego (4.º Tri)  09h00: Vendas Industriais (Nov)  11h00: Vendas a Retalho (Jan)   13h30: Pedidos Semanais de Subsídio de Desemprego  13h30: Encomendas de Bens Duradouros (Dez)  13h30: PIB (4.º Tri)  13h30: Índice Core PCE (4.º Tri)  15h00: Vendas Pendentes de Casas (Dez)  23h30: Inflação (Jan) Eventos:   13h30: Discurso de Scicluna, membro do BCE Resultados Empresariais:  SAP (AA), Deutsche Bank (AA) STMicroelectronics (AA), Unicredit (AA), Diageo, Banco de Sabadell (AA), LVMH (DF)   Southwest Airlines (AA), McDonald's (AA), Comcast (AA), Juniper Networks (DF), Apple (DF), Mondelez (DF), Mastercard (DF), Visa (DF) Estes são os principais destaques da imprensa hoje:  Metade dos trabalhadores do Estado já descontam para a Segurança Social  Costa ataca com salários e Rio com carga fiscal  Metaverso: o que é a nova coqueluche das "big tech"?  Reserva Federal já admite subir juros por sete vezes em 2022  O que une e separa as três eleições mais renhidas do século  Itália: Risco de crise no Governo com eleição do novo Presidente  Muitos "casos de Covid" estão internados por outras doenças  Mais de 1 milhão de eleitores-fantasma distorcem resultados e abstenção  Câmaras exigem milhões em impostos municipais pela venda de barragens  Rendeiro regressa a tribunal para julgamento do processo de extradição  Banco de Fomento tenta travar perdas com falência de empresas a quem deu garantia
O Brent Crude atingiu os 90 dólares por barril pela primeira vez desde 2014 perante o escalar das tensões geopolíticas na Europa e no Médio Oriente devido a uma eventual quebra na produção de barris. Desde o início do ano que Brent Crude já acumula ganhos de 16% Hoje, o Departamento de Energia também divulgou o relatório semanal sobre as variações dos inventários petrolíferos dos Estados Unidos. Verificou-se uma subida maior do que a esperada nos inventários de petróleo (+2,377 milhões de barris vs 1 milhões de barris esperados) mas os inventários de gasolina desceu para 1,297 milhões de barris aquém dos 1,9 milhões de barris esperados.
As vendas de casas novas nos Estados Unidos disparam 11,9% para 811 mil em Dezembro, o maior crescimento desde Julho 2020. Este valor superou largamente os 2,2% previstos pelos economistas.
O índice mundial MSCI recupera hoje da queda de quase 8% desde o início do ano. O índice Nasdaq está a sofrer o pior arranque de ano desde 1980, chegando a desvalorizar mais de 10% este ano com as acções tecnológicas mais penalizadas. Segundo os modelos de indicadores de risco do Goldman Sachs e Citibank, poderá ser uma boa oportunidade de compra para os investidores a longo prazo. Estas são as três razões: 1) Terreno "Oversold" O indicador RSI dos três principais índices norte-americanos está abaixo dos 30 que indica que o sell-off foi exagerado e que o mercado poderá recuperar a curto prazo. 2) "Bearishness" Extremo  De acordo com o "AAII Sentiment Survey", existem cada vez mais investidores "bearish" com o sentimento a descer para 25,7 que é o mínimo de quase três anos. Este é um sinal "contrarian" clássico. 3) Rácio CBOE "put to call" dispara para máximos desde 2020 A corrida para os puts tem sido frenética com o rácio CBOE "put to call" atingindo máximos desde 2020 sinalizando que os investidores poderão estar demasiado pessimistas no curto prazo.
O sector que mais valorizou desde 3 de Janeiro de 2022 foi o da energia com uma valorização de 14%. Por outro lado, o sector tecnológico desvalorizou 14% e também foi o sector com o maior peso do S&P 500 de 29%, contribuindo assim para quase metade da queda de 9% do índice.
O mês de Janeiro de 2022 começou da pior forma com desvalorizações acentuadas. Estas quedas enquadram-se num processo de ajuste de perspectivas em relação à política monetária da Reserva Federal. Contudo, o mês de Janeiro desde 2000 nem sempre foi o melhor mês como poderá verificar no gráfico do Mizuho International.
Os preços do ouro estão a negociar perto de máximos de dois meses nos $1.851 por onça atingido em Novembro. Historicamente, o ouro tende a valorizar durante os períodos de subida das taxas de juro quando a correlação negativa do ouro com as taxas reais de longo prazo também tende a quebrar. Neste momento, isto já está a suceder com o ouro a manter-se resiliente ao mais recente aumento nas taxas reais de 10 anos dos Estados Unidos. Para além disso, o ouro também é considerado uma boa cobertura contra a inflação e os riscos geopolíticos.
Tendência de Investimento
Biotecnologia
27.10.2021
Hoje Eventos Feriados
  • 1
    28
    [fr]06h30: PIB (4.º Tri)
    [fr]07h45: Índice de Preços ao Produtor (Dez)
    [es]08h30: PIB (4.º Tri)
    [de]09h00: PIB (4.º Tri)
    [eu]09h00: Oferta Monetária M3 (Dez)
    [pt]09h30: Indicadores de Confiança (Jan)
    [it]10h00: Índice de Preços ao Produtor (Dez):
    [eu]10h00: Confiança do Consumidor (Jan)
    [pt]11h00: Vendas a Retalho (Dez)
    [us]13h30: Rendimentos e Despesas Pessoais (Dez)
    [us]13h30: PCE Deflator (Dez)
    [us]15h00: Confiança da Universidade de Michigan (Jan)
    [eu]Resultados Empresariais: Telia (06h00), Volvo (06h20), Stora Enso (06h30), H&M (07h00), Electrolux (07h00), Swatch, Caixabank
    [us]Resultados Empresariais: Caterpillar (AA), Chevron (AA), Charter Communications (12h00)
     
  •  

  •  

  •  

INVEST OUTLOOK   2022
25.01.2022 Análise Técnica

Update: S&P500


20.01.2022 Invest Monthly

Janeiro de 2022


21.01.2022 Análise Técnica

Update: EUROSTOXX50


Invest AR PPR

  • Hoje

    jan 28, 2022, 01:00 by DCO Elizabeth Fonseca
    Saiba quais os principais indicadores económicos e resultados empresariais agendados para hoje
    Full story
ACESSO INVEST ONLINE
Este site utiliza cookies para funcionar correctamente. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. SABER MAIS Concordo